Estudo do envolvimento do HIF-1ɑ na modulação de adipocinas e ação do ácido nicotínico na reversão da resposta inflamatória decorrente da privação de oxigênio em adipócitos 3T3-L1.

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2013
Autores
Nakamichi, Renata [UNIFESP]
Orientadores
Batista, Marcelo Costa [UNIFESP]
Tipo
Tese de doutorado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
A obesidade visceral, nucleo da Sindrome Metabolica (SM), e concebida como base fisiopatologica relacionada a incidencia epidemica de eventos cardiovasculares. A excessiva expansao do tecido adiposo, resultando em adipocitos hipertrofiados, pode ser considerada como uma significante causa para o desenvolvimento do ambiente hipoxico. A resposta celular frente a privacao de oxigenio ocasiona o incremento da producao de adipocinas inflamatorias e a supressao da sintese de proteinas anti-inflamatorias implicadas na etiopagenia da SM. O presente estudo propoe-se a estudar o efeito da hipoxia, atraves do fator indutor da hipoxia-1 (HIF-1), fator de transcricao de irrefutavel importancia na resposta celular frente a privacao de oxigenio, na modulacao da expressao e secrecao das adipocinas, em celulas da linhagem 3T3-L1 expostas a hipoxia, mimetizando o cenario inflamatorio implicado na fisiopatologia da obesidade. Adicionalmente, analisamos os potenciais efeitos do acido nicotinico na reversao da resposta inflamatoria relacionada a privacao de oxigenio em adipocitos 3T3-L1 e o possivel envolvimento dos receptores ativados por proliferadores de peroxissoma alfa (PPAR-α) e gama (PPAR-γ) em tais condicoes. Os nossos resultados consolidam o conceito da SM como uma doenca inflamatoria produzida por meio da maior producao de mediadores e da supressao da sintese de proteina anti-inflamatoria, mais especificamente a adiponectina em modelos de celulas adipocitarias submetidas a hipoxia. A utilizacao do acido nicotinico reverteu o impacto do processo inflamatorio relacionado a privacao de oxigenio em adipocitos da linhagem 3T3-L1. Demonstramos tambem que houve uma reducao na expressao de PPAR-α e PPAR-γ em adipocitos hipoxicos. Em contrapartida, observamos um incremento da transcricao desses receptores em celulas pre-tratadas com acido nicotinico e expostas a condicoes de baixa tensao de oxigenio. A partir da analise dos nossos resultados, reiteramos, em nivel celular, o estado inflamatorio integrante da SM, ao evidenciarmos a associacao entre o aumento da sintese da leptina e do inibidor de plasminogenio ativado 1 (PAI-1), alem da supressao da secrecao de adiponectina. Ainda demonstramos o efeito benefico do acido nicotinico na atenuacao da reposta inflamatoria relacionada a privacao de oxigenio e a possivel relacao dos PPARs na modulacao das adipocinas em adipocitos tratados com acido nicotinico e submetidos a hipoxia. A traducao dos efeitos do acido nicotinico para o cenario clinico deve ser objeto de estudos futuros
Descrição
Citação
São Paulo: [s.n.], 2013. 95 p.