O estágio na clínica escola de nutrição: percepção e aprendizados dos estudantes

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2022-02-21
Autores
Alves, Mariana Ramalhoso [UNIFESP]
Orientadores
Frutuoso, Maria Fernanda Petroli [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado profissional
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Objetivo: Analisar o estágio realizado na Clínica Escola de Nutrição (CEN) de uma Instituição de Ensino Superior (IES) particular da grande São Paulo, considerando a percepção do estudante do último ano de graduação em Nutrição. Métodos: Pesquisa com abordagem qualitativa e descritiva, sendo a primeira etapa a análise documental da grade curricular do curso de Nutrição, avaliando sequência, conteúdo programático e meio de oferta das disciplinas relacionadas à área de Saúde Coletiva; do manual de estágio e protocolos de atendimento utilizados na CEN. A segunda etapa consistiu na realização de duas oficinas, com o universo de estudantes que concluíram o estágio na CEN no segundo semestre de 2020 (12 alunas). A análise dos dados partiu do referencial teórico da análise de conteúdo, modalidade temática. Resultados: O Manual de Apoio da CEN, assim como os protocolos utilizados estão voltados a uma visão biologicista, sem abordar aspectos mais ampliados do cuidado alimentar e nutricional. A configuração de um guia, de um caminho a ser seguido, pode não estimular a autonomia e a visão crítica do aluno sobre a atuação na CEN. Na grade curricular é possível notar a presença de disciplinas direcionadas ao olhar ampliado sobre o homem e a sociedade somente nos dois primeiros e dois últimos semestres. A ausência de disciplinas que se enquadrem na área social por dois anos do curso pode distanciar o estudante destes temas, que são retomados somente no último ano, momento em que há grande preocupação com estágios, Trabalho de Conclusão de Curso e finalização da graduação. O fato da disciplina de Saúde Coletiva ser ministrada concomitantemente ao estágio pode impactar na aprendizagem, uma vez que as estudantes não relataram com nitidez a relação entre a área e o estágio, como nas demais disciplinas. As alunas concordaram que as disciplinas cursadas anteriormente ganham sentido no estágio e reconheceram a oportunidade de recapitular e aplicar teorias. Quanto a orientação e a supervisão, percebem divergência de opiniões entre as três profissionais que acompanham as atividades, entendidas como positiva, na medida em que deslocam as estudantes para a discussão e tomada de decisão, indicando que o processo de ensino e aprendizagem pode estar pautado no protagonismo discente. Destacam o acolhimento como um ponto importante. Consideram o Manual e protocolos utilizados de fácil acesso, mas apontam alguns pontos confusos ou ausentes no material disponibilizado. A pandemia trouxe insegurança, como o medo da contaminação pelo vírus e da perda do emprego, que levaria a interrupção do curso, além da insegurança referida na prática do atendimento ambulatorial. Conclusões: As estagiárias estabelecem uma frágil relação entre o estágio na CEN e a disciplina de Saúde Coletiva, entretanto o consideram uma experiência importante para a formação. As supervisões e o Manual são apontados como facilitadores da aprendizagem, enquanto o momento de oferta de algumas disciplinas no Curso pareceu influenciar negativamente o aprendizado. A pandemia foi apontada como um fator que influenciou tanto nas atividades do estágio, como na aprendizagem, diante da sobrecarga e inseguranças. Há necessidade de repensar a proposta de estágio, fortalecendo a relação das ações ao campo da Nutrição em Saúde Coletiva e provendo maior segurança para as atividades a serem desenvolvidas, como o contato com o paciente.
Descrição
Citação
ALVES, M.R. O estágio na clínica escola de nutrição: percepção e aprendizados dos estudantes. São Paulo, 2022. 68 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino em Ciências da Saúde) - Escola Paulista de Enfermagem (EPE), Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2022.