Residência em Medicina de Família e Comunidade: desafios da preceptoria na Atenção Básica num contexto de vulnerabilidade social na cidade de São Paulo

Imagem de Miniatura
Data
2023-06-29
Autores
Costa, Lays de Cassia Florêncio [UNIFESP]
Orientadores
Pezzato, Luciane Maria [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
O modelo assistencial de saúde do Brasil, tem a Atenção Básica (AB) como principal porta de entrada ao Sistema Único de Saúde (SUS). Nos últimos anos, foram implementadas ações governamentais para expansão da AB com políticas indutoras de vagas nos programas de residência e formação de preceptores visando formar profissionais qualificados para atuarem na AB. O objetivo deste estudo é identificar e refletir coletivamente sobre os desafios de ser preceptor de um Programa de Residência de Medicina de Família e Comunidade (PRMFC), em Unidades da AB, no SUS da cidade de São Paulo. Foi realizado um estudo descritivo e narrativo com abordagem qualitativa de perspectiva etnográfica, envolvendo preceptores de um PRMFC, através da aplicação de um questionário e a realização de um grupo focal com os preceptores que responderam ao questionário. A pesquisadora, também, realizou registros em um Diário de Campo. A análise dos dados foi realizada consoante a perspectiva da análise temática do conteúdo. Foram elencadas questões que podem contribuir com a qualificação da formação de médicos para atender as demandas e complexidade da AB, destacando o trabalho em equipe e o cuidado interdisciplinar. Além de possibilitar um espaço de reflexão e compartilhamento de saberes entre os preceptores do programa elencado. Como também, contribuir com reflexões e ações que qualifiquem a formação do médico da AB, no e para o SUS.
The health care system in Brazil has Primary Care (PC) as the main access to the Unified Health System (SUS). In recent years, government actions have been implemented to expand PC with formation-inducing policies in residency programs and training of preceptors in order to train qualified professionals to work in PC. This essay aims to identify and reflect collectively on the challenges of being a preceptor of a Family and Community Medicine Residency Program (FCMRP), in PHC Units, in the SUS in the city of São Paulo. A descriptive and narrative study with a qualitative approach was accomplished from an ethnographic perspective, through the application of questionnaires and a focus group with preceptors of a FCMRP. The researcher also made records in a Field Diary. Data analysis was elaborated according to the perspective thematic content analysis. Questions were listed that can contribute to the qualification of medical training to meet the demands and complexity of PC, highlighting teamwork and interdisciplinary care. In addition to enabling a space for reflection and sharing of knowledge among the listed program preceptors and contributing with reflections and actions that qualify the training of PC physicians, in and for the SUS
Descrição
Citação
COSTA, Lays de Cassia Florêncio. Residência em Medicina de Família e Comunidade: desafios da preceptoria na Atenção Básica num contexto de vulnerabilidade social na cidade de São Paulo. 2023. 120 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Saúde da Família (ProfSaúde) - Instituto de Saúde e Sociedade, Universidade Federal de São Paulo, Santos, 2023.