Doença de Kawasaki e infecção por SARS-CoV-2 em crianças: avaliação clínica, imunofenotípica e do perfil de citocinas

Imagem de Miniatura
Data
2023-05-04
Autores
Rufca, Katarine Nicolau [UNIFESP]
Orientadores
Pinto, Maria Isabel de Moraes [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Objetivo: Avaliar a resposta imunológica inata e adaptativa de pacientes com doença de Kawasaki infectados ou não pelo SARS-CoV-2. Métodos: Foram avaliados 16 pacientes com DK completa ou incompleta com ou sem a covid-19. Os dados clínicos foram obtidos através dos prontuários. Foi coletado swab de nasofaringe para o RT-PCR para SARS-CoV-2 e sangue total para imunofenotipagem por citometria de fluxo e dosagem de citocinas ex vivo por X-MAP. Resultados: Pacientes com DK covid-19 (+) apresentaram idade mais elevada, além de ser o grupo com maior porcentagem de DK completa (embora ambos os achados sem diferença estatística). Os linfócitos totais e albumina mostraram-se mais baixos significantemente nesses pacientes, além dos neutrófilos totais, plaquetas e D-dímero (sem diferença estatística), já a ferritina foi significantemente mais alta. TGO e TGP também tiveram aumento e todos os pacientes deste grupo fizeram uso de corticoide endovenoso. Houve aumento de IL-4 em pacientes com DK covid-19 (-) e de IL-10 em pacientes DK covid-19 (+) pré tratamento com IgEV. Após o tratamento, não houve diferença na expressão das citocinas nos pacientes com DK. No pré-tratamento pacientes com DK não apresentaram diferença nas populações e subpopulações de linfócitos T e B. Em contrapartida, pacientes DK covid-19 (+) após o tratamento apresentaram maior porcentagem de linfócitos e de expressão do marcador de exaustão PD1 em células T CD4 e CD8. O receptor antagonista IL-1RA estava com níveis elevados nas crianças covid-19 (+). Também houve níveis elevados de IL1-α e IL-β com queda após tratamento. Conclusão: Os pacientes com DK positivas para a covid-19 apresentam uma hiperinflamação evidenciada por níveis mais elevados de citocinas como o IFN- γ, IL-10 e do receptor antagonista IL-1RA. Esta hiperinflamação pode levar à exaustão celular, evidenciada pela persistência do marcador de exaustão PD-1, mesmo após o tratamento. Sendo assim, crianças que apresentam DK e já tiveram a covid-19 necessitam de uma atenção especial, uma vez que o curso da doença pode evoluir de forma mais crítica do que naquelas que nunca tiveram a covid-19.
Objective:To evaluate the innate and adaptative immune response in Kawasaki Disease (KD) patients with or without SARS-CoV-2. Methods: 16 patients with complete or incomplete KD with or without covid-19 were evaluated. Clinical data were obtained from medical records. Nasopharyngeal swab was collected for RT-PCR for SARS-CoV-2 and whole blood for immunophenotyping by flow cytometry and determination of cytokines ex vivo by X-MAP. Results: Patients with KD covid-19 (+) were older and was the group with the highest percentage of complete KD (although both findings showed no statistical difference). Total lymphocytes and albumin were significantly lower in these patients, in addition to total neutrophils, platelets and Ddimer (without statistical difference), whereas ferritin was significantly higher. AST and ALT were also increased and 100% of these patients used intravenous corticosteroids. There was an increase in IL-4 in patients with KD covid-19 (-) and in IL-10 in covid-19 (+) patients pre-treatment with IVIG. After treatment, there was no difference in the expression of cytokines in patients with KD. KD covid-19 (+) patients after treatment had a higher percentage of lymphocytes and expression of the exhaustion marker PD1 on CD4 and CD8 T cells. In contrast, in pre-treatment KD patients showed no difference in populations and subpopulations of T and B lymphocytes. The KD covid- 19 (+) children pre-treatment showed an increase in IL-10. The IL-1RA receptor antagonist showed high levels in covid-19 (+) children. There was also high levels in IL1-α and IL-β with a decrease after treatment. Conclusion: Patients with KD positive for covid-19 have hyperinflammation evidenced by higher levels of cytokines such as IFN-γ, IL-10 and the antagonist receptor IL-1RA. This hyperinflammation can lead to the persistence of the PD-1 exhaustion maker even after treatment. Therefore, children who have KD and have already had covid-19 need special attention, since the course of the disease can evolve more critically than in those who have never had covid-19.
Descrição
Citação
RUFCA, Katarine Nicolau. Doença de Kawasaki e infecção por SARS-CoV-2 em crianças: avaliação clínica, imunofenotípica e do perfil de citocinas. 2023. 78 f. Dissertação (Mestrado em Pediatria e Ciências Aplicadas à Pediatria) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). São Paulo, 2023.