Duração do efeito analgésico da fotobiomodulação na dor mamilar de puérperas em amamentação

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2021
Autores
Alves, Maria dos Remedios da Silva [UNIFESP]
Orientadores
Coca, Kelly Pereira [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Introduction: Low power laser has several benefits, such as: analgesic, antiinflammatory and tissue repair action. The device has shown promise for pain relief in women with nipple injury, but further studies are needed to demonstrate the therapeutic frequency needed to manage nipple pain. Objective: To analyze the duration of the analgesic effect of low-power red laser by comparing the level of nipple pain between women in the control and intervention groups. Method: Pilot clinical trial, double blind, randomized and controlled, carried out in the rooming-in of a low-risk philanthropic maternity hospital. Thirty-one mothers with pain and nipple injury were included, whose babies were born at term and weighed more than 2,500 grams at birth. Women were randomized into groups: control (n=16) and intervention (n=15), in addition to stratified into primiparas and multiparas in each homogenization group. The intervention was laser irradiation (MMOPTICS, Recover) red (660nm), spot area 0.03cm, power of 100mW, 2J, 66.6J/cm², irradiated in contact for 20 seconds, a point centered on the lesion in mode continuous. A numerical verbal scale was used to assess pain immediately before and after 2, 4, 6 and 8 hours of intervention. Student t-tests were used to compare the groups, the nonparametric Friedman test was used to compare pain, and the Variance test for repeated measures and the paired t-test was used for its duration. A significance level of 0.05 was considered. Result: The mean pain before laser irradiation in the Control group in the right breast was 5.2 and in the left breast, 6.3; in the Intervention group, it was 4.1 and 6.6, respectively. The analgesic effect of 4 hours after irradiation differed from the other evaluation times (p = 0.01), however there is no statistical difference in the comparison between the times. The level of pain in women suffered a gradual reduction in both groups, being higher in the experimental group, but without statistical significance. Conclusion: The analgesic effect on the studied parameters seems to last up to 4 hours. This finding may contribute to the construction of protocols with more specific posology in further research with women with pain in the presence of nipple injury.
Introdução: O laser de baixa potência apresenta vários benefícios, como: ação analgésica, anti-inflamatória e de reparação tecidual. O dispositivo mostrou-se promissor para o alívio da dor de mulheres com lesão mamilar, porém há necessidade de mais estudos que possam demonstrar a frequência terapêutica necessária para o manejo da dor mamilar. Objetivo: Analisar a duração do efeito analgésico do laser vermelho de baixa potência por meio da comparação do nível da dor mamilar entre as mulheres do grupo controle e intervenção. Método: Ensaio clínico piloto, duplo cego, randomizado e controlado, realizado no alojamento conjunto de uma maternidade filantrópica de baixo risco. Foram incluídas 31 puérperas com dor e lesão mamilar, cujos bebês eram nascidos a termo e pesavam mais de 2.500 gramas ao nascer. As mulheres foram randomizadas em grupo: controle (n=16) e intervenção (n=15), além de estratificadas em primíparas e multíparas cada grupo homogeneização. A intervenção foi a irradiação do laser (MMOPTICS, Recover) vermelho (660nm), área do spot 0,03cm, potência de 100mW, 2J, 66,6J/cm², irradiado em contato por 20 segundos, um ponto centralizado na lesão em modo contínuo. A escala verbal numérica foi utilizada para a avaliação da dor imediatamente antes e após 2, 4, 6 e 8 horas da intervenção. Para a comparação entre os grupos foram utilizados os testes Qui-quadrado t-Student, a comparação da dor utilizou-se o teste não paramétrico de Friedman e a sua duração os testes de Variância para medida repetida e o t-pareado. Foi considerado um nível de significância de 0,05. Resultado: A média de dor antes da irradiação do laser no grupo Controle na mama direita foi 5.2 e, na mama esquerda, 6.3; no grupo Intervenção, foi de 4.1 e 6.6, respectivamente. O efeito analgésico das 4 horas após a irradiação diferiu dos demais tempos de avaliação (p= 0,01), no entanto não há diferença estatística na comparação entre os tempos. O nível de dor das mulheres sofreu redução gradativa em ambos os grupos, sendo maior no grupo experimental, porém sem relevância estatística. Conclusão: O efeito analgésico nos parâmetros estudado parece durar até 4 horas. Este achado poderá contribuir para a construção de protocolos com posologia mais específica em novas pesquisas com mulheres com dor na presença de lesão mamilar.
Descrição
Citação