Prevalência de asma e avaliação da função pulmonar em pacientes com doença de Fabry

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2021
Autores
Monteiro, Fernanda Pereira [UNIFESP]
Orientadores
Wandalsen, Gustavo Falbo [UNIFESP]
Tipo
Tese de doutorado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Fabry disease (FD) is characterized by excessive accumulation of globotriaosylceramide inside the lysosome, affecting mainly the vascular endothelium with repercussion in multiple systems. Pulmonary complications in FD are still not well established. The objectives of our study were to assess lung function in patients with a confirmed diagnosis of DF who were followed up at a Brazilian referral center and to repeat the evaluations after 12 months to monitor the evolutionary patterns. Methods: The study included patients with a confirmed diagnosis of FD. Lung function was evaluated by spirometry and impulse oscillometry (IOS). Symptoms and medical history were obtained by questionnaire and review of medical records. The reassessment followed the interval of 12 months ± 2 months. Results: In the first moment, forty-seven patients were evaluated. Spirometry was abnormal in 32% of the patients and IOS in 47%. Restrictive pattern of pulmonary dysfunction was found in 60% (spirometry) and in 50% (IOS) of patients with abnormal results. Positive bronchodilator response was observed in 17% of the patients. Worse values of pulmonary function were observed in patients with proteinuria (FEV1: 80% vs 93%, p=0.02; R5: 152% vs 116%, p<0.01), fatigue (FEV1: 83% vs 97%, p=0.02), wheezing in the last year (R5: 164% vs 125%, p=0.02), renal insufficiency (FEV1: 65% vs 89%, p<0.01), and with classical phenotype (X5: 1.7cmH2O/L/s vs 2.6 cmH2O/L/s, p=0.04). Forty-one of these patients were reassessed. Spirometry was abnormal in 48% after one year with a mixed pattern (restrictive and obstructive) predominating. Altered IOS were found in 39% after reassessment. Worse evolution of pulmonary function values was observed in patients with classic phenotype (p = 0.04) and there was a trend towards worse evolution of pulmonary function in male patients. Conclusions: Pulmonary involvement is a relevant manifestation of FD, especially observed with disease progression and in the classical phenotype. IOS seems to be a sensitive test that may play a complementary role to spirometry in the evaluation of the pulmonary function of these patients, but a year is a relatively short period to monitor the evolution of the disease and progression in the deterioration of lung function.
A doença de Fabry (DF) é caracterizada pelo acúmulo excessivo de globotriaosilceramida no interior do lisossomo, afetando principalmente o endotélio vascular com repercussão em múltiplos sistemas. As complicações pulmonares na DF ainda não estão bem estabelecidas. Os objetivos do nosso estudo foram avaliar a função pulmonar em pacientes com diagnóstico confirmado de DF que foram acompanhados em um centro de referência brasileiro e repetir as avaliações após 12 meses para monitorar os padrões evolutivos. Métodos: O estudo incluiu pacientes com diagnóstico confirmado de DF. A função pulmonar foi avaliada por espirometria e oscilometria de impulso (IOS). Os sintomas e histórico médico foram obtidos por questionário e revisão dos prontuários. A reavaliação da função pulmonar respeitou o intervalo de 12 meses ± 2 meses. Resultados: No primeiro momento quarenta e sete pacientes foram avaliados. A espirometria foi anormal em 32% dos pacientes e a IOS em 47%. Padrão restritivo de disfunção pulmonar foi encontrado em 60% (espirometria) e em 50% (IOS) dos pacientes com resultados anormais. Resposta broncodilatadora positiva foi observada em 17% dos pacientes. Piores valores da função pulmonar foram observados em pacientes com proteinúria (VEF1: 80% vs 93%, p=0,02; R5: 152% vs 116%, p<0,01), fadiga (VEF1: 83% vs 97%, p=0,02), sibilos no último ano (R5: 164% vs 125%, p=0,02), insuficiência renal (VEF1: 65% vs 89%, p<0,01), e com fenótipo clássico (X5: 1,7 cmH2O/L/s vs 2,6 cmH2O/L/s, p=0,04). Desses pacientes, quarenta e um foram reavaliados. A espirometria foi anormal em 48% após um ano com padrão misto (restritivo e obstrutivo) predominante. IOS alteradas foram encontradas em 39% na reavaliação. Pior evolução dos valores da função pulmonar foi observada em pacientes com fenótipo clássico (p=0,04) e houve tendência de pior evolução da função pulmonar em pacientes do sexo masculino. Conclusões: O envolvimento pulmonar é uma manifestação relevante da DF. Alteração de função pulmonar foi encontrada em um terço ou em metade dos pacientes, dependendo do teste empregado, com identificação de distúrbios obstrutivo, restritivo e misto. Piores valores de função pulmonar foram encontrados naqueles com sintomas respiratórios, com fenótipo clássico da DF ou com marcadores de acometimento cardíaco ou renal. A IOS parece ser um teste sensível que pode desempenhar um papel complementar à espirometria na avaliação da função pulmonar desses pacientes. Poucas alterações nos valores de função foram observadas, porém o período de um ano foi relativamente curto para acompanhar a evolução da doença e a progressão da função pulmonar.
Descrição
Citação