Efeito de diferentes valores de pressão positiva expiratória final (PEEP) nos parâmetros de perfusão tecidual, função pulmonar e resultados clinicos no pós-operatório de cirurgia revascularização do miocárdio com circulação extracorpórea

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2021
Autores
Ferreira, Vanessa Marques [UNIFESP]
Orientadores
Guizilini, Solange [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Background: Central-venous oxygen saturation (Scv̄ O2) and blood lactate are markers of tissue oxygenation and independent predictors of morbidity and mortality after coronary artery bypass graft surgery (CABG). Objective: Therefore, the aim of the present study was to compare the levels of Scv̄ O2 and arterial blood lactate, pulmonary function and clinical outcomes among different positive end-expiratory pressure (PEEP) values in subjects during the early postoperative of CABG. Methods: Forty-eight participants who underwent elective first-time on-pump CABG, after ICU admission were allocated into either of the 3 groups according to PEEP titration: 1) Control Group: PEEP=5 cmH2O, 2) PEEP10 Group: PEEP=10 cmH2O and 3) PEEP15 Group: PEEP=15 cmH2O. Blood samples were collected at 3 time points to assess tissue perfusion markers (Scv̄ O2 and arterial blood lactate) and pulmonary function as follows: (1) 30 min after ICU arrival (baseline); (2) 30 min after PEEP titration; (3) 30 min after return of PEEP to baseline value. In these 3 times, the arterio-venous oxygen content difference (C(a - v)O2) ; PO2, PO2/ FIO2 and clinical outcome were also calculated. Results: PEEP10 group presented reduction of the Scv̄ O2 after PEEP titration but not reaching statistically significant difference compared to baseline; however, the PEEP15 group presented significant decrease of the Scv̄ O2 after PEEP titration (P < 0.01). The PEEP 10 group showed an elevation in lactate levels, but without significant difference after returning to PEEP of 5 cmH2O. However, the PEEP15 group exhibited a significant increase in arterial lactate levels (P = 0.014) and after the return to PEEP of 5 cmH2O maintained a significant difference (P = 0.002). The groups with PEEP increment presented a16 statistically significant increase of the PO2 and PO2/ FIO2 compared to control group (P < 0.01). Higher values of C(a-v)O2 was observed in the group PEEP15 compared to PEEP10 and control groups (P<000). The PEEP10 and PEEP15 groups presented a significantly shorter mechanical ventilation time and ICU stay, compared to control group. Conclusion: The PEEP application of 10 cmH2O for a short period of time improved pulmonary function, reduced mechanical ventilation time and ICU stay without significant influence on tissue perfusion markers (Scv̄ O2 and arterial blood lactate) in the early postoperative period after CABG.
Introdução: A saturação venosa central de oxigênio (Scv̄ O2) e o arterial lactato sanguíneo são marcadores de oxigenação tecidual e preditores independentes de morbimortalidade após cirurgia de revascularização do miocárdio (CRM). Objetivo: Comparar os níveis de Scv̄ O2e lactato sanguíneo arterial, função pulmonar e desfechos clínicos entre diferentes valores de pressão expiratória final positiva (PEEP) em indivíduos durante o pós-operatório precoce de CRM. Métodos: Quarenta e oito participantes foram submetidos a CRM com circulação extracorpórea, após admissão na UTI, foram alocados em um dos 3 grupos de acordo com a titulação da PEEP: 1) Grupo Controle: PEEP = 5 cmH2O, 2) Grupo PEEP10: PEEP = 10 cmH2O e 3) Grupo PEEP15: PEEP = 15 cmH2O. Amostras de sangue foram coletadas em 3 momentos para avaliar os marcadores de perfusão tecidual (Scv̄ O2 e lactato sanguíneo arterial) e função pulmonar da seguinte maneira: (1) 30 minutos após a chegada à UTI (baseline); (2) 30 min após a titulação da PEEP; (3) 30 min após o retorno da PEEP ao valor do baseline. Nestes 3 tempos, a diferença arterio-venosa do conteúdo de oxigênio (C(a-v)O2); PO2, PO2/FIO2 e desfecho clínico também foram calculados. Resultados: O grupo PEEP10 apresentou redução da Scv̄ O2 após titulação da PEEP, mas sem diferença estatisticamente significante em relação ao basal; entretanto, o grupo PEEP15 apresentou diminuição significante da Scv̄ O2 após titulação da PEEP (P <0,01). O grupo PEEP 10 apresentou elevação dos níveis de lactato, mas sem diferença significante após retornar para PEEP de 5 cmH2O. Porém, o grupo PEEP15 apresentou aumento significante nos níveis de lactato arterial (P = 0,014) e após o retorno à PEEP de 5 cmH2O manteve diferença significante (P = 0,002). Os grupos14 com incremento da PEEP apresentaram aumento estatisticamente significante da PO2 e PO2/FIO2 em relação ao grupo controle (P <0,01). Valores mais elevados de C(a-v) O2 foram observados no grupo PEEP15 em comparação com PEEP10 e grupos controle (P <000). Os grupos PEEP10 e PEEP15 apresentaram tempo de ventilação mecânica e permanência na UTI significativamente menores, em comparação ao grupo controle. Conclusão: A aplicação de PEEP de 10 cmH2O por um curto período de tempo melhorou a função pulmonar, reduziu o tempo de ventilação mecânica e a permanência na UTI sem influência significante nos marcadores de perfusão tecidual (Scv̄ O2 e lactato sanguíneo arterial) no pósoperatório imediato após a CRM.
Descrição
Citação