A casa de Dona Yayá : A Construção de um patrimônio cultural (1982-1998)

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2017
Autores
Oliveira, Mayara Mirelle Alves de [UNIFESP]
Orientadores
Paiva, Odair da Cruz [UNIFESP]
Tipo
Trabalho de conclusão de curso
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Casa de Dona Yayá is the popular name of the property landed at Major Diogo Street, 353, actually establishment of the Centro de Preservação Cultural of the University of São Paulo (CPC-USP). Legally protected by Condephaat in 1998, this house has the figure of Sebastiana de Mello Freire, a rich madam known by Dona Yayá, diagnosed with a psychiatric illness and since then confined in her own property, as reference to the collective memory. This paper objectifies the study of the heritage process of the building, through the analysis of the process of legal protection by the Defense Council of Historic, Archaeological, Artistic and Touristic Heritage (Coondephaat). It will discuss the aspects of the property valuation, the arguments for the legal protection, as remaining of the way of life in the Bexiga neighborhood and in the city of São Paulo in the mid-nineteenth century, the small ranches in urban area, and the memory of the way of thinking and treating madness in the first half of the 20th century.
A Casa de Dona Yayá é o nome popular dado ao imóvel localizado na rua Major Diogo, número 353, hoje sede do Centro de Preservação Cultural da Universidade de São Paulo (CPC-USP). Tombado pelo Condephaat em 1998, o imóvel possui como referência à memória coletiva a figura de Sebastiana de Mello Freire, senhora com muito dinheiro que foi diagnosticada com uma doença psiquiátrica e confinada no imóvel, a Dona Yayá. Esta monografia tem como objetivo estudar a patrimonialização da edificação, através da análise do processo de tombamento do Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico (Condephaat). Debaterá as vertentes de valoração do imóvel, as justificativas para o tombamento, remanescente de modo de se viver no bairro do Bexiga e na cidade de São Paulo em meados século XIX, as chácaras urbanas, e a memória do modo de pensar e de tratar a loucura na primeira metade do século XX.
Descrição
Citação
OLIVEIRA, Mayara Mirelle Alves de. A casa de Dona Yayá : A Construção de um patrimônio cultural (1982-1998). Trabalho de conclusão de curso (Bacharelado e Licenciatura em História) – Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Guarulhos, 2017.
Coleções