Análise citogenômica pela técnica de MLPA (Multiplex Ligation Probe Amplification) em amostras parafinadas de abortamento

Imagem de Miniatura
Data
2021-05-25
Autores
Fortini, Andreza Scapinello [UNIFESP]
Orientadores
Malinverni, Andréa Cristina de Moraes [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Objetivo: Realizar a análise citogenômica pela técnica de MLPA (do inglês Multiplex Ligation Probe Amplification) em blocos de parafina obtidos a partir de material de abortamento espontâneo encaminhadas para exame anatomopatológico, sem cariótipo prévio. Métodos: Após a aplicação dos critérios de inclusão e exclusão, foram selecionadas 33 amostras de DNA, extraídas de blocos parafinados de abortos molares e não molares, para a aplicação da técnica de citogenômica (MLPA). Neste estudo utilizamos o kit SALSA® MLPA® Probemix P181-B2 Centromere mix 1 – P182-B2 Centromere mix 2 (MRC- Holland, Amsterdã, Holanda) para a detecção de variações no número de cópias do genoma (perda e/ou ganho). Resultados: Em razão da dificuldade encontrada na amplificação das amostras, provavelmente por causa dos interferentes da parafina, realizamos uma análise cuidadosa de todos os parâmetros que envolvem a MLPA. Das 33 amostras que foram submetidas à metodologia de MLPA, quatro casos apresentaram alterações no número de cópias gênicas, as quais podem estar relacionadas à perda gestacional. Essas alterações foram classificadas como sugestivas de deleções presentes nos genes SGCB, TJP2, HCN1 e HSPA3. Porém, os dados já indicam que a MLPA pode auxiliar na elucidação das prováveis causas genéticas encontradas nos abortamentos espontâneos de primeiro trimestre, avaliados no exame anatomopatológico e sem cariótipo prévio. Conclusão: A qualidade do material extraído é de suma importância para o sucesso da MLPA, que pode ser considerada como método de escolha confiável, rápido e econômico para detectar possíveis alterações, principalmente nos casos sem cariótipo clássico prévio e que necessitem de uma abordagem diagnóstica. Assim, a MLPA demonstrou ser uma metodologia alternativa para análise do cariótipo molecular, avaliando diferenças no número de cópias que podem ou não ser patogênicas.
Aim: The overall objective of this retrospective study is cytogenomic research by MLPA (Multiplex Ligation Probe Amplification) in paraffin blocks obtained from material of miscarriage not molar and molar forwarded to pathology, without prior and karyotype. Methods: After applying the inclusion and exclusion criteria, 33 DNA samples were selected, extracted from paraffin blocks of molar and non-molar abortions, for the application of the cytogenomic technique (MLPA). In this study we used the SALSA® MLPA® Probemix P181-B2 Centromere mix 1 - P182-B2 Centromere mix 2 kit (MRC-Holland, Amsterdam, Netherlands) to detect variations in the number of genome copies (loss and/or gain). Results: Due to the difficulty encountered in amplifying the samples, probably because of paraffin interferers, we performed a careful analysis of all parameters involving MLPA. Of the 33 samples that were submitted to MLPA methodology, four cases showed changes in the number of gene copies, which may be related to gestational loss. These changes were classified as suggestive of deletions present in the SGCB, TJP2, HCN1 and HSPA3 genes. However, the data already indicate that MLPA can help in elucidating the probable genetic causes found in spontaneous abortions in the first trimester, evaluated in the anatomopathological and without previous karyotype. Conclusion: The quality of the extracted material is extremely important for the success of MLPA, that can be considered as a reliable, fast, and economical method of choice to detect possible changes, especially in cases without a previous classic karyotype and which require a diagnostic approach. Thus, MLPA proved to be an alternative methodology for analyzing the molecular karyotype, evaluating differences in the number of copies that may or not be pathogenic.
Descrição
Citação
FORTINI, Andreza Scapinello. Análise citogenômica pela técnica de MLPA (Multiplex Ligation Probe Amplification) em amostras parafinadas de abortamento. 2021. 101 f. Dissertação (Mestrado em Patologia) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). São Paulo, 2021.
Coleções