Considerações sobre a noção de parâmetro à luz da aquisição de segunda língua

Imagem de Miniatura
Data
2023-03-15
Autores
Santos, Rodnei dos [UNIFESP]
Orientadores
Marcelino, Marcello [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
O presente trabalho pretende compreender a aquisição de segunda língua à luz da teoria de Princípios e Parâmetros (Chomsky, 1981, 1986a). A pesquisa busca entender o processo de aquisição de inglês como L2 por aprendizes falantes nativos de português brasileiro (PB) de diferentes contextos e a partir de diferentes tipos de evidência. A partir da análise de trabalhos prévios (Marcelino, 2017; Martin, 2018; Lopes, 2019; Santos, 2019; Verniano, 2022; Cordeiro, 2023) junto ao corpus levantado nesta pesquisa, busco a compreensão do processo de reconfiguração dos traços paramétricos entre a primeira e segunda línguas (Gallego, 2011), a partir de 3 questionamentos: (i) há a remarcação paramétrica, dado o estado da arte na teoria? (ii) os traços são reconfigurados de acordo com a configuração-alvo da L2? (iii) A partir dos dados analisados, é possível encontrar algum padrão na AL2 por falantes nativos de PB? Para tal fim procuro constituir um panorama de como a teoria foi evoluindo com base em Kato (2002), Huang & Roberts (2016); reunir evidência prévia de estudos sobre aquisição de segunda língua (AL2) e analisar os resultados obtidos pelos autores, usando-os como base para entender a natureza da aquisição de L2 (White, 2013; Slabakova, 2016; Marcelino, 2017); aqui procuro confirmar a hipótese de que falantes de PB reconfiguram os traços e remarcam parâmetros enquanto aprendem uma segunda língua (no caso desta pesquisa, inglês) de forma a terem acesso ao inventário tanto de sua L1 quanto da Gramática Universal (GU); colocar em perspectiva as noções de macro e microparâmetro (Kayne, 2005; Baker, 2008), advogando a favor da existência de ambos, no espírito de Huang & Roberts 2016), uma vez que tanto um quanto o outro conceito complementam-se quando se fala na solução do problema lógico da aquisição de linguagem (Chomsky, 1981, 1986a) cuja resolução vem sendo discutida há décadas pelos linguistas. Após a compilação dos dados de outras pesquisas, bem como dos dados deste estudo, é possível vislumbrar que há estágios de interlíngua em que os falantes de PB encontram-se perante a tarefa de reconfiguração de traços e que esta não acontece com a mesma instantaneidade da L1; o input planejado mostra-se mais efetivo em termos de reconfiguração de traços do que input não planejado; os estudos que visam o parâmetro como ponto central podem se beneficiar das propostas macroparamétrica e microparamétrica, uma vez que ambas se complementam em termos de possibilitar olhares amplos sobre a natureza da aquisição de segunda língua.
The present work aims to comprehend second language acquisition according to the Theory of Principles and Parameters (Chomsky, 1965, 1981, 1986a). This research seeks to understand the acquisition of English as an L2 by Brazilian Portuguese native speakers from different contexts and based on different types of evidence. Based on analyses from previous works (Marcelino, 2017; Martin, 2018; Lopes, 2019; Santos, 2019; Verniano, 2022; Cordeiro, 2023) along with the corpus gathered in this research, I seek the understanding of the parametric features reassembling between first and second languages (Gallego, 2011), starting with 3 main questions: (i) Does the theory’s current state of the art allow parameter resetting in L2A? (ii) are the features reassembled according to the L2’s configuration? (iii) Based on the data analyzed in this study, is it possible to elaborate on a pattern in second language acquisition by Brazilian Portuguese native speakers? For such goals, I seek to constitute an outline of how the theory has evolved according to Kato (2002), Huang & Roberts (2016); gather evidence from previous studies on second language acquisition and analyse the authors’ outcomes, drawing on their findings to understand the very nature of second language acquisition processes (White, 2013;Slabakova, 2016; Marcelino, 2017); here I intend to defend the hypothesis that Brazilian Portuguese native speakers actually reassemble the features and reset the parameters whilst learning a second language (in this research, English) so that they access their first language inventory as well as Universal Grammar (UG); putting into perspective the concepts of microparameters and macroparameters (Kayne, 2005; Baker, 2008). After careful consideration of the theoretical aspects involved, I advocate the coexistence of both concepts, once they complement each other when it comes to proposing a solution for the logical problem of second language acquisition (Chomsky, 1981, 1986a) whose resolution has been discussed for decades among linguists. After the compilation of data from other researches, as the data from this study, it is possible to glimpse that there are interlanguage stages in which Brazilian Portuguese speakers find themselves with the task of reconfiguring the features and it does not happen at the same pace as the L1; planned input showed itself more profitable than non-planned input for feature reconfiguration; studies that aim parameter as their core could benefit from macroparametric and microparametric approaches, once both complement each other in terms of enabling wide looks over the nature of second language acquisition
Descrição
Citação
SANTOS, Rodnei. Considerações sobre a noção de parâmetro à luz da aquisição de segunda língua. Dissertação de mestrado, Universidade Federal de São Paulo, Guarulhos, 2023.
Coleções