Perfil psicobiológico de praticantes idosos de stand up paddle

Imagem de Miniatura
Data
2023-01-27
Autores
Canassa, Gabriel Pereira [UNIFESP]
Orientadores
Guerra, Ricardo Luís Fernandes [UNIFESP]
Tipo
Trabalho de conclusão de curso de graduação
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
A prática de stand up paddle (SUP) tem crescido muito na última década como atividade recreacional e esportiva, podendo trazer benefícios em relação a saúde geral dos praticantes devido aos efeitos fisiológicos e psicológicos positivos desse tipo de exercício. Logo, pode-se considerar interessante tal prática por idosos, pensando em todo decréscimo na capacidade funcional que ocorre durante o envelhecimento. O objetivo do estudo consistiu em analisar o perfil psicobiológico de praticantes idosos de SUP, abrangendo parâmetros como qualidade de vida, sono e humor. Para tal, foi realizado um estudo transversal com 18 voluntários divididos em dois grupos: grupo praticante (GP), que contou com 8 indivíduos e grupo não praticante (GNP), que contou com 10 indivíduos. Os métodos de avaliação compreenderam a utilização dos questionários WHOQOL – OLD (qualidade de vida), Pittsburgh (qualidade de sono), Escala de Sonolência de Epworth (qualidade de sono) e POMS (estado de humor). O estudou demonstrou que o GP possui um perfil psicobiológico positivo, apresentando melhor qualidade de sono, sobretudo nos domínios de transtornos do sono e disfunção diurna, além de melhor qualidade de vida, especialmente quando observamos as escalas ´´Participação social`` e ´´Morte e morrer``. Assim, podemos observar que a prática de SUP por idosos traz inúmeros benefícios, relacionados a qualidade de sono e qualidade de vida, podendo ser utilizada por profissionais da área como ferramenta de intervenção segura e eficaz, frente aos problemas enfrentados durante o processo de envelhecimento.
The practice of stand up paddle (SUP) has grown a lot in the last decade as a recreational and sports activity, which can bring benefits in relation to the general health of practitioners due to the positive physiological and psychological effects of this type of exercise. Therefore, such a practice by the elderly can be considered interesting, considering all the decrease in functional capacity that occurs during aging. The aim of the study was to analyze the psychobiological profile of elderly SUP practitioners, covering parameters such as quality of life, sleep and mood. To this end, a cross-sectional study was carried out with 18 volunteers divided into two groups: the practicing group (GP), which had 8 individuals and the non-practicing group (GNP), which had 10 individuals. The evaluation methods included the use of the WHOQOL - OLD (quality of life), Pittsburgh (quality of sleep), Epworth Sleepiness Scale (quality of sleep) and POMS (mood state) questionnaires. The study demonstrated that the GP has a positive psychobiological profile, with better quality of sleep, especially in the domains of sleep disorders and daytime dysfunction, in addition to a better quality of life, especially when we observe the scales ´´Social participation`` and ´´Death and die``. Thus, we can observe that the practice of SUP by the elderly brings numerous benefits related to quality of sleep and quality, and can be used by professionals in the area as a safe and effective intervention tool, in the face of the problems faced during the aging process.
Descrição
Citação
CANASSA, Gabriel Pereira. Perfil psicobiológico de praticantes idosos de stand up paddle. 2023. 37 f. Trabalho de conclusão de curso (Graduação em Educação Física) - Instituto de Saúde e Sociedade, Universidade Federal de São Paulo, Santos, 2023.