Narrativas de mulheres negras na conquista de espaços de representatividade e luta durante a graduação

Imagem de Miniatura
Data
2022-10-24
Autores
Bispo, Gabriela da Silva [UNIFESP]
Orientadores
Moreira, Maria Inês Badaró [UNIFESP]
Tipo
Trabalho de conclusão de curso de graduação
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
O objetivo deste artigo é refletir sobre a formação de psicólogas negras, abordando os recursos de enfrentamento às desigualdades durante a graduação. Trata-se de uma pesquisa qualitativa com participação de cinco psicólogas autodeclaradas negras, formadas na mesma universidade pública federal. Foram realizadas entrevistas individuais livres, gravadas e transcritas. Através da análise temática, destacaram-se os desafios de ser mulher negra na graduação e os resultados apontam para as estratégias de enfrentamento utilizadas pelas participantes, revelando a importância das redes afetivas, do fortalecimento da própria identidade, a exaustiva dedicação aos estudos e a luta para ocupar espaços na academia, como fortalecimento pessoal e coletivo. Conclui-se que tais estratégias atravessam a formação de psicólogas negras, interferem na permanência estudantil e refletem na perspectiva futura de atuação profissional. As experiências informam sobre a vivência de universitárias negras e indicam a necessidade de ações em combate ao racismo e às desigualdades no ambiente acadêmico.
This article aims is to reflect on the training of black psychologists, addressing the resources of confrontation with inequalities during graduation. It is qualitative research with the participation of five self-declared black psychologists, who graduated from the same university. Free, recorded, and transcribed individual interviews were carried out. After thematic analysis, the challenges of being a black woman in a federal public institution and the results revealed the importance of affective networks, the strengthening of one’s own identity, organization, and financial support, the exhaustive dedication to studies, and the struggle to occupy spaces, for personal and collective strengthening. It is concluded that such strategies cross the academic life of black psychologists in several dimensions, interfering in their university continuance and reflecting on their future perspectives. The experiences tell about the black university students’ path and indicate the need for actions to combat inequalities in the academic environment
Descrição
Citação
BISPO, Gabriela da Silva. Narrativas de mulheres negras na conquista de espaços de representatividade e luta durante a graduação. 2022. 22 f. Trabalho de conclusão de curso (Graduação em Psicologia) - Instituto de Saúde e Sociedade, Universidade Federal de São Paulo, Santos, 2022.
Coleções