IFRS x BACEN GAAP: comparação das demonstrações contábeis no setor bancário

Imagem de Miniatura
Data
2019-11-28
Autores
Canova, Lucas Rodrigues [UNIFESP]
Orientadores
Costa, Jorge Andrade [UNIFESP]
Tipo
Trabalho de conclusão de curso de graduação
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Asinstituições financeiras que são companhias abertas ou aquelas que são obrigadas a constituir Comitê de Auditoria devem preparar e divulgar três conjuntos de demonstrações contábeis, a saber: (i) um pelas normas locais (COSIF); (ii) outro pelas normas internacionais (IFRS); e (iii) um terceiro denominado “Conglomerado Prudencial”. A presente pesquisa avaliou as quatro principais instituições financeiras brasileiras de capital aberto e comparou o patrimônio líquido e o lucro líquido de cada uma delas entre os dois primeiros conjuntos de demonstrações contábeis. Foi utilizado o teste de média não paramétrico (Wilcoxon) para a comparação das variáveis citadas. Como resultado foi verificado que não existem diferenças significativas entre os dois conjuntos de demonstrações contábeis. Dessa forma é possível concluir que as instituições financeiras não necessitariam de preparar dois conjuntos de demonstrações contábeis, caso os seus lucros e patrimônios líquidos se apresentarem muito próximos nas duas normas. Se forem equivalentes, o Banco Central do Brasil (BACEN), regulador das instituições financeiras, poderia exigir somente o conjunto de demonstrações contábeis societárias preparadas de acordo com as normas internacionais, por serem mais relevantes e comparáveis com as diversas instituições financeiras do mundo inteiro. Se o fato ocorresse evitaria custos adicionais desnecessários e retrabalhos das instituições financeiras brasileiras e elas estariam de acordo com as normas internacionais, fato que ocorre com a maioria das empresas do Brasil, especialmente as companhias abertas.
Descrição
Citação