Eficácia e segurança da implantação de hipotermia cerebral exclusiva por meio do uso de cateter nasofaríngeo em seres humanos para o tratamento de traumatismo cranioencefálico grave - estudo de fase I

Eficácia e segurança da implantação de hipotermia cerebral exclusiva por meio do uso de cateter nasofaríngeo em seres humanos para o tratamento de traumatismo cranioencefálico grave - estudo de fase I

Author Ferreira, Raphael Einsfeld Simoes Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Centeno, Ricardo Silva Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Neurologia - Neurociências
Abstract Objective: The objective was to determine whether a novel nasopharyngeal catheter could be used, as a new strategy, to cool the human brain (reduction of at least 2 °C) after traumatic brain injury, and the secondary objective was to assess the local and systemic effects of this therapeutic strategy. Methods: This was a non-randomized, interventional clinical trial that involved five patients with severe traumatic brain injury. The intervention consisted of inducing and maintaining selective brain cooling for 24h by positioning a catheter in the nasopharynx and circulating cold water inside the catheter in a closed loop arrangement. Core temperature was maintained greater than 35 °C using counter-warming strategies. Results: In all study participants, a brain temperature reduction of ≥ 2 °C was achieved. The mean brain temperature reduction from baseline was 2.5 ± 0.9°C (p = .04, 95% confidence interval). The mean systemic temperature was 37.3 ± 1.1 °C at baseline and 36.0 ± 0.8 °C during the intervention. The mean difference between the brain temperature and the systemic temperature during intervention was -1.2 ± 0.8 °C (p = .04). The intervention was well tolerated with no significant changes observed in the hemodynamic parameters. No relevant variations in intracranial pressure and transcranial Doppler were observed. The laboratory results underwent no major changes, aside from the K+ levels and blood counts. The K+ levels significantly varied (p = .04); however, the variation was within the normal range. Only one patient experienced an event of mild localized and superficial nasal discoloration, which was re-evaluated on the seventh day and indicated complete recovery. Conclusion: The results suggest that our non-invasive method for selective brain cooling, using a novel nasopharyngeal catheter, was effective and safe for use in humans.

Objetivo: O objetivo primário foi determinar se um novo caterer de resfriamento cerebral poderia ser usado como uma nova estratégia para resfriar o cérebro humano (redução de pelo menos 2 °C) após traumatismo craniano grave. O objetivo secundário foi avaliar os efeitos locais e sistêmicos desta estratégia terapêutica. Métodos: Ensaio clínico intervencionista, não randomizado, que envolveu cinco pacientes com traumatismo craniano grave. A intervenção consistiu na indução e manutenção de hipotermia cerebral seletiva por 24h, através do posicionamento de um cateter na nasofaringe que circulava, em circuito fechado, líquido resfriado em seu interior. A temperatura sistêmica foi mantida acima de 35 °C usando técnicas de aquecimento. Resultados: Em todos os participantes do estudo foi obtida uma redução da temperatura cerebral maior ou igual a 2 °C. A redução média da temperatura cerebral em relação ao valor basal foi de 2,5 ± 0,9 ° C (p = 0,04, intervalo de confiança de 95%). A temperatura sistêmica média foi de 37,3 ± 1,1 °C no início e 36,0 ± 0,8 °C durante a intervenção. A diferença média entre a temperatura do cérebro e a temperatura sistêmica durante a intervenção foi de -1,2 ± 0,8 °C (p = 0,04). A intervenção foi bem tolerada, sem alterações significativas observadas nos parâmetros hemodinâmicos. Não foram observadas variações relevantes na pressão intracraniana e no Doppler transcraniano. Os resultados laboratoriais não sofreram grandes alterações, além dos níveis de K+ e do hemograma. Os níveis de K+ variaram significativamente (p = 0,04); no entanto, a variação estava dentro da faixa normal. Apenas um paciente apresentou um evento de leve descoloração nasal localizada e superficial, que foi reavaliado no sétimo dia e apresentava recuperação completa. Conclusão: Os resultados sugerem que este método não invasivo para realização de hipotermia cerebral seletiva, através do uso de um novo cateter nasofaríngeo, foi efetivo e seguro para uso em humanos.
Keywords Hypothermia
Hypothermia, induced
Craniocerebral Trauma
Nasopharynx
Nasal Cavity
Equipment and Supplies
Hipotermia
Hipotermia Induzida
Traumatismos Craniocerebrais
Nasofaringe
Cavidade Nasal
Equipamentos E Provisões
Language Portuguese
Date 2019-11-28
Research area Neurociência Translacional
Knowledge area Neurociencia
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 165 p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=8001389
Access rights Closed access
Type Thesis
URI https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/59901

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account