A intimidade era teatro: tensões entre autobiografia e ficção nas poéticas de Ana Cristina Cesar e Sylvia Plath

A intimidade era teatro: tensões entre autobiografia e ficção nas poéticas de Ana Cristina Cesar e Sylvia Plath

Author Caspon, Vanessa Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Lasch, Markus Volker Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Letras
Abstract This work aims to analyze the books Ariel (2013), by Sylvia Plath (1932-1963), and A teus pés (2013), by Ana Cristina Cesar (1952-1983), focusing on elements that contribute to the construction of lyrical subjectivity in some of their poems. From the reading of the selected poems, as well as the critical works about them, this work aims to observ a tension between two poetical standings: the pursuit of the reader for coincidences between biographical happenings and the poetic text, for the cry of the heart of the one who writes the verses, and the poetic text while an aesthetic construction of language. In case of Sylvia Plath’s work, we will investigate the tensions between the sentimental flow in poetic verses, such as proposed by her contemporaries at the aesthetic called as confessionalist from the 1950s and the 1960s in the USA and in England; and the intense dialogue with literary and artistic tradition, as well as the keen formal composition of her poems, such as the kaleidoscopic imagery of the secrets, confessions, bodies. In Ana Cristina Cesar’s, we will analyze the tension between the manifestation of the poem called spontaneous of the named “poesia marginal” of the Brazilian 1970s, as well as the poetic strategy of inviting her reader to an intimate moment and her consequential rupture for poetic creationg, the dialogue with the artistic and literary traditions, the deviation of intimacy by the own poetic structure. For the analysis, we selected four poems: “A Secret” and “Daddy”, by Sylvia Plath; and “Atrás dos olhos das meninas sérias” and “Sete chaves”, by Ana Cristina Cesar. It is used as critical works such as Carl Rollyson’s (2015) and Susan Van Dyne’s (2006), concerning historical background of Sylvia Plath’s work; also, Italo Moriconi’s (1996) and Marcos Siscar’s (2006) texts on reception and literary production of Ana Cristina Cesar.

Esta dissertação busca analisar poemas das obras Ariel (2004), de Sylvia Plath (1932-1963), e A teus pés (2013), de Ana Cristina Cesar (1952-1983), tendo como foco a leitura de elementos que contribuam para a construção da subjetividade lírica em alguns de seus poemas. A partir das leituras dos poemas selecionados, bem como da fortuna crítica e contextos de produção a respeito de cada obra, observaremos uma tensão entre dois posicionamentos poéticos: a busca do leitor pelas coincidências entre acontecimentos biográficos e o texto poético, pelo desnudamento sentimental daquele que escreve os versos, e a escritura poética enquanto construção estética de linguagem. No caso de Sylvia Plath, investigaremos as tensões entre o jorro sentimental em versos, proposto pelos seus contemporâneos da estética chamada confessionalista dos anos 1950 e 1960; e o intenso diálogo da poeta com a tradição artístico-literária, bem como a acentuada construção formal de seus poemas, como por exemplo a construção de imagens caleidoscópicas dos segredos, confissões, corpos. Já em Ana Cristina Cesar, prescrutaremos a tensão entre a manifestação do poema dito espontâneo da então chamada poesia marginal da década de 1970, bem como a estratégia poética da escrita carioca em convidar seu interlocutor para um momento de intimidade e sua brusca ruptura para a criação poética, o diálogo com a tradição artístico-literária, o desvio da intimidade pela própria tessitura do texto poético. No que diz respeito ao trabalho de análise, selecionamos quatro poemas, sendo eles: “A Secret” e “Daddy”, presente na obra de Sylvia Plath; e “Atrás dos olhos das meninas sérias” e “Sete chaves”, de Ana Cristina Cesar. Utilizaremos como escopo crítico obras como a de Carl Rollyson (2015) e de Susan Van Dyne (2006), a respeito do período de produção e da recepção da obra de Sylvia Plath, bem como as contribuições de Italo Moriconi (1996) e de Marcos Siscar (2011) sobre a recepção e período de produção da obra de Ana Cristina Cesar.
Keywords Poetry
Ana Cristina Cesar
Sylvia Plath
Confessionalism
Poesia
Ana Cristina Cesar
Sylvia Plath
Confessionalidade
Language Portuguese
Date 2019-03-29
Research area Literatura E Autonomia: Entre Estética E Ética
Knowledge area Estudos Literários
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 90 p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=8495912
Access rights Open access Open Access
Type Dissertation
URI https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/59635

Show full item record




File

Name: VANESSA CASPON.pdf
Size: 1.290Mb
Format: PDF
Description:
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account