Superioridade do ecocardiograma transesofágico com contraste em relação ao ecocardiograma transtorácico com contraste no diagnóstico da dilatação vascular pulmonar na Esquistossomose Hepatoesplênica.

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2019-05-30
Autores
Gouvea, Aparecida De [UNIFESP]
Orientadores
Campos Filho, Orlando [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
A síndrome hepatopulmonar (SHP), presente em pacientes cirróticos, é pouco estudada na esquistossomose hepatoesplênica (EHE) e inclui a ocorrência de dilatações vasculares intrapulmonares (DVPs). O ecocardiograma transesofágico com contraste de microbolhas (ETEc) é mais sensível que o ecocardiograma transtorácico com contraste de microbolhas (ETTc) na identificação de DVP na cirrose. Procuramos avaliar o desempenho do ETEc comparado ao ETTc na identificação de DVP para diagnóstico de SHP em pacientes com EHE. Estudamos 22 pacientes com EHE submetidos a ETEc e ETTc para pesquisa de DVP, além de exames laboratoriais. Os ETEc e ETTc foram realizados, empregando-se solução salina agitada, injetada em veia periférica. A visualização tardia das microbolhas em câmaras esquerdas indicava presença de DVP. Os resultados foram comparados entre os dois métodos pelos testes t de Student e qui-quadrado (significância p < 0,05). Todos os pacientes submeteram-se ao ETEc sem intercorrências. Excluíram-se três pacientes com forame oval patente (FOP) ao ETEc, restando 19 para análise. A DVP esteve presente ao ETEc em 13 pacientes (68%) e, ao ETTc (p < 0,01), em apenas seis pacientes (32%). Não houve diferenças significativas nos dados clínicos e laboratoriais entre os grupos com e sem DVP, incluindo a diferença alvéolo-arterial de oxigênio. O diagnóstico de SHP (presença de DVP com alterações gasométricas) ocorreu em cinco pacientes pelo ETEc e em apenas um destes pelo ETTc (p = 0,09). Concluímos que, em pacientes com EHE, o ETEc foi seguro e superior ao ETTc na detecção de DVP não identificada ao ETTc, permitindo adicionalmente excluir FOP.
Descrição
Citação
GOUVEA, Aparecida de. Superioridade do ecocardiograma transesofágico com contraste em relação ao ecocardiograma transtorácico com contraste no diagnóstico da dilatação vascular intrapulmonar na esquistossomose hepatoesplênica. 2019. 63f. Dissertação (Mestrado em Cardiologia) – Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo. São Paulo, 2019.