Associação entre a ocorrência de compulsâo alimentar, recuperação de peso e incidência de alcoolismo em longo prazo após cirurgia bariátrica através do Bypass gástrico em Y de roux

Associação entre a ocorrência de compulsâo alimentar, recuperação de peso e incidência de alcoolismo em longo prazo após cirurgia bariátrica através do Bypass gástrico em Y de roux

Author Freire, Cristina Cardoso Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Zanella, Maria Teresa Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Medicina (Endocrinologia e Metabologia)
Abstract Weight regain (WR) after bariatric surgery (BS) is frequent. The aim of this study was to evaluate whether the occurrence of psychiatric disorders would be associated with shortand long-term WR after BS. Ninety-six patients (77.6% female, age 40.2 ± 10.1 years, BMI of 50 ± 8.2 kg/m2 ) from the Obesity and Bariatric Surgery Outpatient Clinic of the Universidade Federal São Paulo completed the Questionnaire on Eating and Weight Patterns-Revised (QEWP-R), the Beck Depression Inventory (BDI) and an anxiety inventory to assess the occurrence of binge eating, depressive symptoms (DS) and anxious symptoms (AS) before and after short-term and long-term BS. After 24 months of BS, the prevalence of binge eating, depression and anxiety decreased from 100% to 13%, 100% to 15% and 43% to 4%, respectively. The mean WR of 35.2 ± 17.3% of weight loss occurred in nine patients after 24 months and was associated with binge eating (p = 0.002) but not with DS or AS. At long-term follow-up (12 ± 1.5 years), 67% had a mean WR of 50.3 ± 24.9%. The prevalence of binge eating, DS and AS were 48%, 46% and 63%, respectively, in this group, and significant associations were observed between WR and binge eating (p = 0.001), DS (p = 0.029) and AS (p = 0.001). Furthermore, the number of psychiatric disorders was inversely associated with the percentage of weight loss (p < 0,05) and positively associated with WR (p < 0,05). In conclusion, WR was associated with the occurrence of binge eating in the short and long term after BS, whereas the occurrence of depressive and anxious symptoms was associated with WR only in the long term.

Introdução: Alterações do comportamento alimentar são frequentes em pacientes com obesidade grave. A recuperação de peso corporal (RPC) após a cirurgia bariátrica (CB) é frequente e pode estar associada a transtornos psiquiátricos que afetam o comportamento alimentar. O objetivo deste estudo foi avaliar se a ocorrência de episódios de compulsão alimentar (ECA), de sintomas depressivos e de sintomas ansiosos estariam associados à RPC em curto e longo prazo após cirurgia bariátrica. Pacientes e Métodos: noventa e seis pacientes do Ambulatório de Obesidade e Cirurgia Bariátrica da Universidade Federal de São Paulo, sendo 77,6% do sexo feminino, com média de idade de 40,2±10,1 anos e de índice de massa corporal (IMC) de 50,±8,2 Kg/m2 foram submetidos ao questionário sobre padrões de alimentação e peso revisado (QEWP-R), ao inventário de Beck (BDI) e ao inventário de ansiedade, para avaliar a ocorrência de ECA, de sintomas depressivos (SD) e ansiosos (SA), respectivamente, antes e 24 meses após a CB. Após um período que variou de 9 a 14 anos da CB, (12±1,5 anos) 46 dos 96 pacientes inicialmente avaliados puderam ser reavaliados. A RPC foi considerada significativa quando igual ou maior a 20% do peso perdido. Resultados: Antes da cirurgia, 100% e 43% dos pacientes com ECA apresentavam sintomas de depressão e ansiedade, respectivamente, e estas frequências se reduziram para 15% e 4 % após 24 meses (24m) da CB enquanto a frequência de ECA se reduziu 13%. A RPC de 35,2± 17,3 % do peso perdido ocorreu em nove pacientes após 24 meses e se associou à ocorrência de ECA (p=0,002), mas não à de SD ou SA. No seguimento de longo prazo, após 12±1,5 anos da cirurgia, 46 pacientes dos 96 puderam ser reavaliados. Destes, 31 pacientes (67%) tiveram uma recuperação de peso superior a 20% do peso perdido (média de 50,3±24,9 %), atingindo ao final do estudo o IMC de 42.2±10.7 kg/m2 . Este IMC era mais elevado do que aquele de 31,9±4,5 kg/m2 observado no grupo com recuperação de peso inferior a 20%( p=0,001). As prevalências de ECA, SD e de SA foram de 48%, 46% e 63% respectivamente no grupo com RPC e foram observadas associações significativas entre a ocorrência de ECA (p=0,001), SD (p=0,029) e SA (p= 0,001) e a RPC. Conclusão: A RPC se associou à ocorrência de ECA no curto e longo prazo após CB enquanto que as ocorrências de sintomas depressivos e ansiosos se associaram à RPC apenas no longo prazo.
Keywords Weight Regain
Bariatric Surgery
Binge Eating
Depression
Anxiety
Recuperação De Peso
Cirurgia Bariátrica
Compulsão Alimentar
Depressão
Ansiedade
Language Portuguese
Date 2019-09-26
Research area Diagnóstico E Terapêutica
Knowledge area Endocrinologia E Metabologia
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 61 p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=7895580
Access rights Closed access
Type Thesis
URI https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/59407

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account