Avaliação da eficiência e segurança do Sugamadex na reversão do bloqueio neuromuscular profundo induzido pelo rocurônio em pacientes com insuficiência renal crônica submetidos a transplante renal

Avaliação da eficiência e segurança do Sugamadex na reversão do bloqueio neuromuscular profundo induzido pelo rocurônio em pacientes com insuficiência renal crônica submetidos a transplante renal

Author Souza, Camila Machado De Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Oliveira Junior, Itamar Souza De Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Medicina Translacional
Abstract Introduction: In patients with renal failure different physiologic and pharmacologic factors impact pharmacokinetics and pharmacodynamics of nondepolarizing neuromuscular blockers making recovery of neuromuscular function unpredictable. It’s commonly necessary to antagonize neuromuscular blockade at the end of a surgical procedure, to guarantee neuromuscular function is reestablished upon emergence and avoid severe complications like hypoxemia and aspiration. Sugammadex antagonizes rocuronium-induced neuromuscular blockade by encapsulating rocuronium, creating a stable complex molecule that is mainly excreted by the kidneys. Therefore, its pharmacokinetics is profoundly altered in kidney failure. Objective: The objective of this study is to compare the efficacy and safety of sugammadex in reversing profound neuromuscular block induced by rocuronium in patients with end-stage renal disease and those with normal renal function. Method: This prospective clinical trial was performed in two different university hospitals from 1 October 2011 to 31 January 2012 and included 20 patients with renal failure [creatinine clearance (ClCr) <30 ml.min-1] and 20 control patients (ClCr >90 ml.min-1) submitted to elective procedures and kidney transplant. Neuromuscular monitoring was performed by acceleromyography and train-of-four (TOF) stimulation. Profound neuromuscular block (post-tetanic count, one to three responses) was maintained during surgery and reversed with sugammadex 4 mg.kg-1 on completion of skin closure. The efficacy of sugammadex was evaluated by the time taken for the TOF ratio to recover to 0,9. The safety of sugammadex was assessed by monitoring for recurrence of neuromuscular block every 15 min for 2 h postoperatively. Secondary variables were time to recovery of TOF ratio to 0.7 and 0.8. Results: After sugammadex administration, the mean time for recovery of the TOF ratio to 0,9 was prolonged in the renal failure group (5.6  3.6 min) compared with the control group (2.7  1.3 min, P=0.003). No adverse events or evidence of recurrence of neuromuscular block were observed. Conclusion: In patients with renal failure, sugammadex 4 mg.kg-1 effectively and safely reversed profound rocuronium induced neuromuscular block, but the recovery was slower than healthy patients.

Introdução: No paciente com insuficiência renal crônica diversos fatores fisiológicos e farmacológicos alteram a farmacocinética e a farmacodinâmica dos bloqueadores neuromusculares adespolarizantes (BNMA) tornando a recuperação da função neuromuscular imprevisível. Frequentemente é necessário utilizar um antagonista para reverter os efeitos do BNMA utilizado no intraoperatório e garantir que a função neuromuscular esteja restabelecida antes do despertar e evitar complicações graves como hipoxemia e broncoaspiração. O sugamadex é um antagonista específico dos BNMA do grupo aminoesteróide que, por meio do encapsulamento das moléculas de BNMA circulantes no plasma, promove reversão rápida e completa do bloqueio neuromuscular independente da sua profundidade. Sua eliminação é por excreção renal. Portanto, sua farmacocinética é profundamente alterada pela insuficiência renal crônica. Objetivo: o objetivo deste estudo clínico prospectivo foi avaliar a eficiência e segurança deste antagonista na reversão do bloqueio neuromuscular profundo induzido pelo rocurônio em pacientes com insuficiência renal crônica sob tratamento dialítico e comparar aos seus efeitos em pacientes com função renal normal. Material e métodos: O estudo foi realizado em dois centros universitários distintos entre 1 de Outubro de 2011 e 31 de Janeiro de 2012, e incluiu 20 pacientes portadores de insuficiência renal crônica (clearance de creatinina <30 ml.min-1) e 20 pacientes com função renal normal (clearance de creatinina >90 ml.min-1), candidatos a procedimentos cirúrgicos eletivos e a transplante renal de doadores falecidos, sob anestesia geral. A monitorização do bloqueio neuromuscular foi realizada através de aceleromiografia utilizando a sequência de quatro estímulos (SQE). O bloqueio neuromuscular foi mantido em nível profundo (contagem pós-tetânica = 1 a 3 respostas) e revertido com sugamadex 4 mg.Kg-1 ao final do ato cirúrgico. A eficiência do sugamadex foi medida pelo tempo para recuperação de T4/T1 ≥ 0,9 após a reversão. A segurança foi avaliada por meio da monitorização da função neuromuscular por duas horas no pós-operatório. Também foram medidos o tempo para recuperação de T4/T1 ≥ 0,7 e 0,8. Resultados: O tempo médio para recuperação da função neuromuscular após reversão em pacientes com insuficiência renal crônica (5,6  3,6 minutos) é prolongado em comparação aos pacientes com função renal normal (2,7  1,3 minutos, P=0,003). Não foram observados efeitos adversos ou recorrência de bloqueio neuromuscular após reversão. Conclusão: Nos pacientes com insuficiência renal crônica dialítica, o sugamadex 4 mg.Kg-1 reverte com eficiência e segurança o bloqueio neuromuscular profundo induzido pelo rocurônio, mas a recuperação da função neuromuscular é mais lenta em comparação aos indivíduos sadios.
Keywords Renal Insufficiency
Kidney Transplantation
Neuromuscular Block
Neuromuscular Monitoring
Non-Depolarizing Neuromuscular Drugs
Cyclodextrins Range
Insuficiência Renal
Transplante De Rim
Bloqueio Neuromuscular
Monitoração Neuromuscular
Fármacos Neuromusculares Não Despolarizantes
Gama-Ciclodextrinas
Language Portuguese
Date 2019-07-25
Research area Farmacoterapia Da Inflamação Sistêmica
Knowledge area Mecanismos Moleculares E Celulares De Doenças
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 64 p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=7677965
Access rights Closed access
Type Thesis
URI https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/59371

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account