Prática de Mindfulness no Sistema Prisional

Imagem de Miniatura
Data
2020
Autores
Pedrette, Washington Luis [UNIFESP]
Orientadores
Wilson, David [UNIFESP]
Tipo
Trabalho de conclusão de curso de especialização
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Understand how the practice of mindfulness can influence quality of life and emotional self-regulation, in subjects in the prison system. Objective : this study aimed to understand interventions based on mindfulness in the prison system. Method: an integrative literature review was carried out using the mindfulness descriptors in the prison system in the Pub med and Lilacs, Scielo research bases. Results : 8 studies were found that include the inclusion criteria. The studies showed that the practice of mindfulness in the prison system promotes quality of life, with better coping with stress, emotional self regulation, showing improvements in anger control, and improvements in cognitive performance and emotional self-regulation. Conclusion: The practice of mindfulness in the prison system proved to be very promising in the treatment of traumas, although the prison system has variables that hinder the research methodology due to the length of time, adequate space and the support of the prison system. need for research that deepens the investigation to study the effects of meditation on subjects in conditions of incarceration, with an experimental appropriate and adapted to the prison context.
Compreender como a prática de mindfulness pode influenciar na qualidade de vida e na auto regulação emocional, nos sujeitos no sistema prisional. Objetivo: este estudo teve como objetivo compreender intervenções baseadas em mindfulness no sistema prisional . Método: foi realizada uma revisão integrativa da literatura utilizando os descritores mindfulness no sistema prisional nas bases de pesquisa Pub med e Lilacs, Scielo . Resultados: Foram encontrados 8 estudos que contemplam os critérios de inclusão.Os estudos apresentaram que a prática de mindfulness no sistema prisional promove a qualidade de vida, com melhor enfrentamento do estresse, auto regulação emocional, apresentando melhoras no controle da raiva, e melhorias no desempenho cognitivo e auto regulação emocional. Conclusão: A prática de mindfulness no sistema prisional mostrou-se muito promissor no tratamento de traumas, embora o sistema prisional apresenta variáveis que dificultam a metodologia de pesquisa devido ao tempo de pena, espaço adequado e ao apoio do sistema prisional. Salienta-se a necessidade de pesquisas que aprofundem a investigação para estudar os efeitos da meditação em sujeitos em condições de encarceramento, com método de controle experimentais apropriado e adaptado ao contexto prisional.
Descrição
Citação
PEDRETTE, Washington Luis. Prática de Mindfulness no Sistema Prisional. 2020. Trabalho de conclusão de curso (Especialização em Mindfulness) - Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2020.