Efeitos do laser terapêutico na fadiga muscular induzida por exercício físico em mulheres idosas

Efeitos do laser terapêutico na fadiga muscular induzida por exercício físico em mulheres idosas

Alternative title Effect of 808 nm low level laser therapy in exercise-induced skeletal muscle fatigue in elderly women
Author Toma, Renata Luri Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Renno, Ana Claudia Muniz Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Interdisciplinar em Ciências da Saúde
Abstract O envelhecimento envolve diversas alterações estruturais do corpo que podem levar ao declínio da função. Entre essas alterações, a sarcopenia está diretamente relacionada ao prejuízo das habilidades motoras e envolve a perda de massa e força muscular. Pesquisas demonstram que indivíduos idosos apresentam maior fatigabilidade devido a essas alterações fisiológicas. A fadiga muscular está relacionada à incapacidade de manutenção de força, controle motor e dor muscular. Diante disso, pesquisas têm estudado esse fenômeno propondo terapias capazes de atenuar seus efeitos deletérios. O laser, por seu efeito biomodulatório, apresenta-se como um recurso promissor capaz de retardar o início da fadiga durante o exercício. Assim, esse estudo analisou os efeitos do laser de baixa intensidade (AsGaAl, 808nm, 250J/cm²) no processo de fadiga muscular induzida no quadríceps femoral de mulheres idosas. Para isso, vinte e quatro idosas entre 60 e 70 anos foram randomizadas em duas sessões experimentais com intervalo de sete dias entre elas. As sessões consistiram em terapia laser ativa ou placebo seguida de protocolo de fadiga. O protocolo de fadiga envolveu a realização do exercício de flexoextensão de joelhos com carga de 75% 1RM durante 1 minuto. A análise da fadiga muscular periférica foi realizada através da eletromiografia de superfície (SEMG) em ambas as sessões. Os valores de frequência mediana pré e pósprotocolo de fadiga foram utilizados para o cálculo do coeficiente de inclinação da reta. O número de repetições de flexo-extensão de joelho foi comparado entre as sessões laser e placebo. Para comparação dos coeficientes de inclinação de reta entre as sessões laser ativo e placebo foi utilizado o teste de análise de variância para medidas repetidas para experimentos em crossover. O número de repetições foi analisado através do teste t-Student. Os resultados não demonstraram diferença na variável inclinação de reta entre as sessões laser ativo e placebo (p=0,293). Entretanto, houve diferença significativa do número de repetições entre os grupos, sendo que quando submetidas à sessão laser ativo, as idosas realizaram um maior número de repetições se comparado à sessão com laser placebo (p=0,047). Os resultados desse estudo demonstram que a terapia laser não retardou o aparecimento da fadiga muscular, mas foi eficaz em aumentar o número de repetições durante o exercício de flexo-extensão de joelho em mulheres idosas.

This study aimed to investigate the effect of low-level laser therapy (LLLT) on skeletal muscle fatigue in elderly women. Twenty-four elderly women entered a crossover randomized triple-blinded placebo-controlled trial. Active LLLT (830 nm wavelength, 100 mW output, spot size 0.0028 cm², energy 7 J each point) or an identical placebo LLLT was delivered to 8 points on the rectus femoris muscle immediately before the fatigue protocol. For the fatigue protocol, all subjects performed voluntary isotonic contractions with a load of 75% of 1-MR (Maximum Repetition) during 60 seconds. To monitoring fatigability, the rate of decline in the median frequency (MF) of the SEMG (Surface Electromyography) power spectrum was evaluated. The number of repetitions of flexion-extension during the protocol was also compared in the different conditions. The values of the MF were used to calculate the slope coefficient. The results showed no difference in the variable slope between placebo LLLT and active LLLT (p=0.293). However, it was observed a significant difference in the number of repetitions in the groups. After active LLLT, subjects demonstrated the mean number of repetitions significantly higher than after the Placebo LLLT (p = 0.047). These results demonstrate that laser therapy did not delay fatigue onset but was effective in increasing the number of repetitions during the exercise of knee flexion-extension in elderly women
Keywords Envelhecimento
Fadiga muscular
Terapia laser de baixa intensidade
Eletromiografia
Low-level laser therapy
Muscle fatigue
SEMG
Elderly
Muscular Performance
xmlui.dri2xhtml.METS-1.0.item-coverage ISS
Language Portuguese
Sponsor Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Date 2012-03-30
Published in TOMA, Renata Luri. Efeitos do laser terapêutico na fadiga muscular induzida por exercício físico em mulheres idosas. 2012. 83f. Dissertação (Mestrado) - Instituto de Saúde e Sociedade, Universidade Federal de São Paulo, Santos, 2012.
Knowledge area Outra
Publisher Universidade Federal de São Paulo
Extent 83 f.
Access rights Open access Open Access
Type Dissertation
URI https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/58869

Show full item record




File

Name: RENATA LURI TOMA.pdf 2.pdf
Size: 1.546Mb
Format: PDF
Description: Dissertação de mestrado
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account