Distúrbios Respiratórios do Sono: evolução natural e fatores associados observados em um estudo longitudinal prospectivo de base populacional

Distúrbios Respiratórios do Sono: evolução natural e fatores associados observados em um estudo longitudinal prospectivo de base populacional

Alternative title Sleep Breathing Disorders: Natural Evolution and Associated Factors Observed in a Longitudinal Prospective Population-Based Study
Author Tufik, Sergio Brasil Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Andersen, Monica Levy Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Psicobiologia
Abstract Introduction: Sleep-disordered breathing is extremely prevalent in contemporary society and is mainly represented by obstructive sleep apnea (OSA), which is widely studied and with significant outcomes confirmed by previous studies. The upper airway resistance syndrome (UARS) is much less understood and studied. In addition, few longitudinal population-based studies are available to evaluate the progression of these disorders. Objective: To evaluate the progression of sleep-disordered breathing and its epidemiological characteristics in a longitudinal study of a representative sample of a large urban center, with an emphasis on the analysis of UARS. Methods: Research involving volunteers from EPISONO, an epidemiological study focused on sleep disorders and related factors in adults of Sao Paulo, Brasil, in 2007 and follow-up in 2015. Of the 1042 volunteers originally included in EPISONO, 876 were included in cross-sectional analyzes with data from 2007 and 571 of these were evaluated across time. Results: UARS and the control group differ significantly in terms of excessive daytime sleepiness, fatigue, depression and anxiety. In addition, UARS has been shown to be a risk factor for the development of OSA (OR=11.75; 95%CI=2.01–68.544; p = 0.006). Additionally, the prevalence of UARS was estimated at 3.1% (95%CI=1.9–4.2) for a representative sample of the city of São Paulo in 2007. Conclusions: In general, sleep-disordered breathing appears to be aggravated over time. UARS is characterized as a non-hypoxic sleep-disordered breathing, appearing to be part of the same continuous spectrum of OSA, evolving to this condition in the long term. The typical phenotype of the individual with UARS was mainly a non-obese female, presenting a decrease in prevalence with increasing age. On the other hand, OSA was characterized mainly in obese males, showing an increase in prevalence with increasing age.

Introdução: Os distúrbios respiratórios do sono são extremamente prevalentes na sociedade contemporânea e são representados principalmente pela apneia obstrutiva do sono (AOS), a qual é amplamente estudada e com significativos desfechos comprovados por estudos prévios. A síndrome da resistência das vias aéreas superiores (SRVAS) é muito menos compreendida e estudada. Além disso, poucos são os estudos populacionais longitudinais disponíveis para o entendimento da evolução destas condições. Objetivos: Avaliar a progressão dos distúrbios respiratórios do sono e suas características epidemiológicas em um estudo longitudinal de uma amostra representativa de um grande centro urbano, com ênfase na análise da SRVAS. Métodos: Foi realizado um estudo envolvendo voluntários do EPISONO, um inquérito epidemiológico voltado para os distúrbios de sono e fatores relacionados em adultos de São Paulo em 2007 e seu seguimento em 2015. Dos 1.042 voluntários originalmente participantes no EPISONO, 876 foram incluídos nas análises transversais com dados de 2007 e destes, 571 foram avaliados longitudinalmente. Resultados: A SRVAS e o grupo controle diferem significativamente quanto a sonolência excessiva diurna, fadiga, depressão e ansiedade. Além disso, a SRVAS se demonstrou como um fator de risco para o desenvolvimento da AOS (OR=11,75; IC95%=2,01–68,544; p=0,006). Adicionalmente, a prevalência da SRVAS foi estimada em 3,1% (IC95%=1,9–4,2) para uma amostra representativa da cidade de São Paulo no ano de 2007. Conclusões: Os distúrbios respiratórios do sono parecem globalmente ser agravados com o passar do tempo. A SRVAS de fato se caracteriza como um distúrbio respiratório não-hipóxico do sono, parecendo fazer parte do mesmo espectro contínuo de distúrbio respiratório da AOS, evoluindo a longo prazo para esta condição. O fenótipo típico do indivíduo com SRVAS foi do sexo feminino, não obeso e com diminuição de prevalência com o aumento da idade. Por sua vez, a AOS foi caracterizada sobretudo no sexo masculino, em sujeitos obesos e com aumento de prevalência com o aumento da idade.
Keywords Sleep
Upper Airway Resistance Syndrome
Obstructive Sleep Apnea Syndrome
Sleep disordered breathing
Inspiratory flow limitation
Sono
Síndrome da Resistência das Vias Aéreas Superiores
Apneia Obstrutiva do Sono
Distúrbios respiratórios do sono
Limitação do fluxo aéreo
Language Portuguese
Sponsor Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Associação Fundo de Incentivo à Pesquisa (AFIP)
Date 2020-05-26
Published in TUFIK, Sergio Brasil. Distúrbios Respiratórios do Sono: evolução natural e fatores associados observados em um estudo longitudinal prospectivo de base populacional. 2020. 105 f. Tese (Doutorado em Ciências) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo.
Research area Epidemiologia e Saúde Pública
Knowledge area Medicina e Biologia do Sono
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extent 105 p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.xhtml?popup=true&id_trabalho=9156566
Access rights Open access Open Access
Type Thesis
URI https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/58775

Show full item record




File

Name: 2020 TUFIK, SERGIO BRASIL.Doutorado.pdf
Size: 3.429Mb
Format: PDF
Description:
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account