Artistas franceses no Rio de Janeiro (1840-1884). Das Exposições Gerais da Academia Imperial de Belas Artes aos ateliês privados. Fontes primárias, bibliográficas e visuais (Prefácio: Jacques Leenhardt)

Imagem de Miniatura
Data
2020
Autores
Dias, Elaine [UNIFESP]
Orientadores
Tipo
Livro
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
As Exposições Gerais da Academia Imperial de Belas Artes do Rio de Janeiro acolheram um grande número de franceses desde sua abertura a todos os artistas, em 1840. Meio de divulgação de suas obras e promoção de suas carreiras, as Exposições Gerais evidenciavam um conjunto expressivo de artistas residentes na capital da corte. Apontava os endereços de seus ateliês, levava ao público suas habilidades e impulsionava a avaliação dos críticos que, nos jornais, expunham suas opiniões e promoviam um intenso debate sobre suas produções. Entre 1840 e 1884, data da última Exposição Geral do período imperial, um conjunto de trinta artistas participou destas mostras, atuando paralelamente em seus ateliês privados na sociedade carioca. Realizavam encomendas nos mais diversos suportes, exposições privadas, participavam de leilões, abriam escolas de artes, promoviam o desenvolvimento do gosto público e privado, além da afirmação social do artista. O objetivo desta publicação – a primeira da coleção Arte e Circulação - é evidenciar suas atuações no ambiente acadêmico e em seus espaços de criação, trazendo à tona suas biografias, as críticas de artes contidas nos jornais e revistas do período no Brasil e na França, as fontes de arquivo conservadas no Rio de Janeiro e em Paris, as obras produzidas e as fontes bibliográficas. Longe de esgotar esse conjunto de informações sobre os artistas franceses, este livro busca levar aos futuros pesquisadores alguns elementos para a continuidade destes estudos, fundamentais para a compreensão da História da Arte no Brasil no século XIX.
Descrição
Publicação acerca da atuação de artistas franceses nas Exposições Gerais da Academia Imperial de Belas Artes e nos ateliês privados do Rio de Janeiro. Trata-se de pequenas biografias sobre 30 artistas franceses, reunião de fontes primárias, bibliográficas e visuais, contendo transcrições de notícias de imprensa, descrições e indicações de notações de arquivos no Brasil e na França, informações sobre a produção artística e fontes bibliográficas.
Citação
DIAS, Elaine (org.). Artistas franceses no Rio de Janeiro (1840-1884). Das Exposições Gerais da Academia Imperial de Belas Artes aos ateliês privados. Fontes primárias, bibliográficas e visuais. Prefácio: Jacques Leenhardt. Guarulhos: EFLCH-UNIFESP, 2020.
Coleções