Efeitos da suplementação com glutamina sobre a percepção subjetiva de esforço em indivíduos fisicamente ativos durante exercício físico constante até a exaustão

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2016-12-07
Autores
Sá, Beatriz Muglia Nogueira de [UNIFESP]
Orientadores
Santos, Ronaldo Vagner Thomatieli dos [UNIFESP]
Tipo
Trabalho de conclusão de curso de graduação
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Introdução: A percepção subjetiva de esforço (PSE) é denominada como uma percepção física e mental que se aplica frente a determinadas intensidades de esforço. Sua mensuração durante o exercício torna-se importante para avaliação, controle e especificar a sobrecarga de treino de modo mais eficiente. A suplementação tem sido vista como um recurso importante para modulação da PSE, entre os quais se encontra a glutamina (GLN). A GLN é um aminoácido essencial e mais abundante em nosso organismo. Sua suplementação tem sido estudada pelo fato de ter demonstrado papel fundamental durante o esforço físico. Diante disso, o objetivo do nosso estudo foi avaliar os efeitos da suplementação de GLN sobre a percepção subjetiva de esforço em indivíduos fisicamente ativos durante exercício constante até a exaustão. Hipótese: Acreditávamos que a suplementação de glutamina atenuaria o aumento da PSE. Materiais e métodos: Para isso foram selecionados 8 voluntários de ambos os sexos, saudáveis e fisicamente ativos. Os voluntários assinaram o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido e o projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa. Foram submetidos a duas condições: suplementado (GLN) e placebo (PLA) e realizaram 3 Testes de Esforço em esteira com protocolo incremental até a exaustão. Foram avaliados PSE, frequência cardíaca (FC), saturação arterial de oxigênio (SaO2), humor e concentração de GLN. Resultados: A FC apresentou diferença significativa entre momentos pré e a cada 10 minutos em ambas as condições. Entretanto só é possível observar um aumento ainda maior sobre a FC quando comparados os momentos F10’, F50’ e F60’ para a condição placebo. Quanto aos dados da SaO2, não houve diferença significativa, tanto na condição PLA quanto na condição GLN. Em relação à PSE, não foi observada diferenças significativas entre os grupos, igualmente ao humor. A concentração de GLN também não se alterou nas duas condições, tanto nos momentos pré quanto no pós exercício. O mesmo se dá para o tempo de exaustão que se manteve similar em ambas condições. Discussão: Acreditamos que os voluntários possam ter tido alterações na alimentação durantes os 6 dias anteriores ao teste, e que possa ter impactado na utilização da GLN por outras células. Além disso, talvez a quantidade de glutamina ofertada e o tempo de suplementação tenham sido insuficientes. A temperatura e os dias aleatórios também parecem ter influenciado para que não houvesse melhora nos efeitos da GLN no que se diz respeito a FC, a SaO2, o humor, concentração de GLN e o tempo de exaustão. Conclusão: A GLN não altera a PSE durante o exercício, não melhorando a FC, a SaO2, o humor, concentração de GLN e o tempo de exaustão. Portanto, mais estudos são necessários para avaliar a ação da GLN.
Introduction: The subjective perception of effort (SPE) is called a physical and mental perception that is applied to certain intensities of effort. Its measurement during the exercise becomes important evaluation, control and specify the training overload more efficiently. Supplementation has been seen as an important resource for modulation of the PSE, among which is the glutamine (GLN). GLN is an essential and most abundant amino acid in our body. Its supplementation has been studied because it has demonstrated during physical exertion. Therefore, the objective of our study was to evaluate the effects of GLN supplementation on the subjective perception of effort in physically active individuals during progressive exercise to exhaustion. Hypothesis: We believed that glutamine supplementation would attenuate the increase in PSE. Materials and Methods: 8 volunteers of both sexes, healthy and physically active. The volunteers signed the Consent Term and the project was approved by the research ethics committee. They were divided into two groups: supplemented (GLN) and placebo (PLA) and they were submitted to 3 treadmill tests with incremental protocol until exhaustion. They were evaluated in SPE, heart rate (HR), arterial oxygen saturation (SaO2), mood and concentration of GLN. Results: The HR showed significant differences between the previous moments and the last 10 minutes. However, weight gain can be observed when compared to F10 ', F50' and F60 'for the placebo condition. As for SaO2 data, there is no significant difference in both the GLN condition. Regarding PSE, no significant differences were observed between the groups, as well as mood. The GLN concentration also does not change in two conditions, both at the time and in the post-exercise period. The same is true for the time of exhaustion which remained similar in both conditions. Discussion: Discussion: We believe that volunteers may have had food changes during the 6 days prior to the test and may have impacted the use of GLN by other cells. In addition, the amount of glutamine offered and the time of supplementation may have been insufficient. The temperature and random days also appear to have influenced that there was no improvement in the effects of GLN with respect to HR, SaO2, mood, GLN concentration and time of exhaustion. Conclusion: GLN does not alter SPE during exercise, not improving HR, SaO2, mood and time of exhaustion. Therefore, more studies are needed to evaluate the action of GLN
Descrição
Citação
SÁ, Beatriz Muglia Nogueira de. Efeitos da suplementação com glutamina sobre a percepção subjetiva de esforço em indivíduos fisicamente ativos durante exercício físico constante até a exaustão. 2016. 44 f. Trabalho de conclusão de curso de graduação (Educação Física) - Instituto de Saúde e Sociedade, Universidade Federal de São Paulo, Santos, 2016.