Adaptação transcultural do Preterm Parenting & Self-efficacy Checklist para a língua portuguesa brasileira

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2018-05-24
Autores
Mendes, Carolina Queiroz de Souza [UNIFESP]
Orientadores
Balieiro, Maria Magda Ferreira Gomes [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Objectives: To perform the crosscultural adaptation to the Brazilian Portuguese language of a measure of the selfefficacy of parents of preterm newborns after hospital discharge, Preterm Parenting & SelfEfficacy Checklist. Methods: A Methodological study of crosscultural adaptation following the steps of: initial translation, synthesis of translations, backtranslation, review by a committee of experts, pretest / testretest, psychometric analysis after application of instrument adapted for 51 parent’s newborn preterm infants, developed from June 2016 to November 2017. Results: The largest number of participants was mothers (64.7%); the mean age of the parents was 33.37 years; the mother was the main caregiver (82.4%), followed by the father (58.8%) and family (47.1%); the main orientation received on discharge was on hygiene (100%); and the guidelines for discharge to the parents were given by the doctor (92.2%), followed by the nurse (90.2%) and the nursing team (90.2%). The main diagnoses of premature newborns were related to maternal risk factors and respiratory system injuries (89.7% in both). The evaluation by the committee of experts obtained acceptable agreement and content validity of 97% and 0.97, respectively. In the semantic validation, there were no changes. In the testretest step, satisfactory stability indices were obtained. Cronbach's Alpha coefficient was 0.84 in the instrument. Factorial analysis found four factors per subscale of the instrument that explained from 67.0% to 74.2% of the variance. The results of the clinical application made it possible to identify that the parental perception was statistically significant related to the maternal figure, in the activities of diaper change of the premature infant; the importance of understanding the signs presented by the child; to deal with agitation and crying; and to feel successful in the task of performing the bath. Conclusion: The instrument adapted to the Brazilian culture has the potential to be implemented in the nursing practice in outpatient unit programs of followup of the RN of risk and for the nurse Family Health Strategy as a measure of the evaluation of the preparation of the parents for the discharge of the premature of the neonatal unit. It is recommended to use the Preterm Parenting & SelfEfficacy Checklist Brazilian Version in future research, with the extension of the sample, and evaluation of the psychometric properties in other populations.
Objetivos: Realizar a adaptação transcultural para a língua portuguesa brasileira de um instrumento de medida da autoeficácia dos pais de recémnascidos prematuros após a alta hospitalar, o Preterm Parenting & SelfEfficacy Checklist. Métodos: Estudo metodológico de adaptação transcultural seguindo as etapas de: tradução inicial, síntese das traduções, retrotradução, revisão por um comitê de especialistas, préteste/ testereteste, análises psicométricas após aplicação do instrumento adaptado para 51 pais de recémnascidos prematuros, desenvolvido no período de junho de 2016 a novembro de 2017. Resultados: O número maior de participantes foi de mães (64,7%); a média de idade dos pais foi de 33,37 anos; a mãe foi a principal cuidadora (82,4%), seguido do pai (58,8%) e familiares (47,1%); a principal orientação recebida na alta foi sobre higiene (100%); e as orientações para a alta aos pais foram dadas pelo médico (92,2%), seguido do enfermeiro (90,2%) e equipe de enfermagem (90,2%). Os principais diagnósticos do RN prematuro foram relacionados aos fatores de risco materno e agravos do sistema respiratório (89,7%, em ambos). A avaliação pelo comitê de especialistas obteve concordância e validade de conteúdo aceitáveis de 97% e 0,97, respectivamente. Na validação semântica, não houve alterações. Na etapa de testereteste, obtiveramse índices de estabilidade satisfatórios. O coeficiente de Alpha de Cronbach foi 0,84 no instrumento como um todo. A análise fatorial encontrou quatros fatores por subescala do instrumento que explicou de 67,0% a 74,2% da variância. Os resultados da aplicação clínica possibilitaram identificar que a percepção parental foi relacionada de modo estatisticamente significante com a figura materna, nas atividades de trocar fralda do prematuro; da importância de entender os sinais apresentados pelo filho; de lidar com a agitação e choro; e de sentirse bemsucedido na tarefa de realização do banho. Conclusão: O instrumento adaptado para a cultura brasileira apresenta potencial para ser implementado na prática de enfermagem em unidades ambulatoriais programas de seguimento do RN de risco e para a enfermeira Estratégia Saúde da Família como medida de avaliação do preparo dos pais para a alta do prematuro da unidade neonatal. Recomendase a utilização do Preterm Parenting & SelfEfficacy Checklist – Versão Brasileira em pesquisas futuras, com a ampliação da amostra, e avaliação das propriedades psicométricas em outras populações.
Descrição
Citação
MENDES, Carolina Queiroz de Souza. Adaptação transcultural do preterm parenting & self-efficacy checklist para a língua portuguesa brasileira. 2018. 169f. Dissertação (Mestrado) - Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2018.