Efeito do tratamento com extrato padronizado de Ginkgo biloba (EGb) sobre a microbiota intestinal, o proteoma e o metabolismo do tecido adiposo branco de ratos com obesidade induzida pela dieta

Efeito do tratamento com extrato padronizado de Ginkgo biloba (EGb) sobre a microbiota intestinal, o proteoma e o metabolismo do tecido adiposo branco de ratos com obesidade induzida pela dieta

Author Hirata, Bruna Kelly Sousa Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Telles, Monica Marques Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Biologia Química
Abstract Over the last 30 years, the nutritional transition has allowed the incidence of obesity to reach epidemic levels. In this context, the elucidation of new treatments becomes desirable. Lately, the standardized Ginkgo biloba extract (GbE) has been described as a potential agent in the treatment of obesity and metabolic diseases improving insulin resistance in diet-obese rats. In this way, the present study aimed to describe possible mechanisms of action involved in its beneficial effects previously observed. For this purpose, diet-induced obesity rats were treated with EGb for 14 days and the proteome and metabolism of retroperitoneal and epididymal depots of white adipose tissue were evaluated, together with the evaluation of the composition of gut microbiota. The intake of high-fat diet promoted an increase of body mass even with the reduction of food intake. After treatment, GbE reduced food intake, however, this decline did not reflect a reduction in body weight gain and adiposity. Interestingly, EGb reduced the volume of visceral adipocytes and the rate of acetate and oleate incorporation comparing to obese non-treated rats. In addition, GbE reduced the gene expression of key enzymes involved in lipid metabolism such as perilipin 1 and fatty acid synthase (FAS), as well as it decreased FAS protein levels. Furthermore, EGb modulated the expression of 25 proteins, increasing the expression of citrate synthase and reducing the expression of inflammatory proteins (complement C3, mast cell protease and Ig gamma) and proteins involved with oxidative stress (peroxiredoxin). GbE also stimulated the antioxidant catalase activity and decreased levels of lipid peroxidation. In relation to intestinal microbiota, GbE was able to modulate its composition, supporting the growth of Bacteroidetes in detriment of Firmicutes. In conclusion, the present data demonstrates that GbE plays a beneficial effect on lipid metabolism, adipose tissue proteome and gut microbiota of obese rats, corroborating previous studies from our laboratory in which it was proposed GbE as a promising therapy to treat obesity and related disorders.

A elucidação de novos tratamentos na obesidade se faz desejável, uma vez que seus níveis tem aumentado nos últimos anos. O extrato padronizado de Ginkgo biloba (EGb) tem sido descrito na literatura como um potencial agente no tratamento da obesidade e doenças metabólicas, atuando de forma positiva sobre a resistência à insulina de ratos obesos. Desta forma, o presente estudo contemplou descrever os possíveis mecanismos de ação envolvidos nos benéficos efeitos previamente observados. Para isso, ratos com obesidade induzida pela dieta foram tratados por 14 dias com 500mg/kg/dia EGb e foram avaliados o proteoma e o metabolismo dos depósitos retroperitoneal e epididimal de tecido adiposo branco, em conjunto com a avaliação da composição da microbiota intestinal. A ingestão de dieta hiperlipídica promoveu aumento de massa corporal mesmo com a redução da ingestão alimentar. Após o tratamento, o EGb reduziu a ingestão alimentar, porém esta diminuição não refletiu em redução do ganho de massa corporal e adiposidade. Entretanto, o EGb reduziu o volume dos adipócitos viscerais e a taxa de incorporação de acetato e oleato em comparação ao grupo obeso. Adicionalmente, o EGb também atuou na expressão gênica de importantes enzimas - perilipina 1 e ácido graxo sintase (FAS), assim como reduziu os níveis protéicos de FAS. Além disso, o EGb modulou a expressão de 25 proteínas, aumentando a expressão de citrato sintase e diminuindo a expressão de proteínas inflamatórias (complemento C3, protease de célula de mastócito e Ig gamma) e proteínas envolvidas com o estresse oxidativo (peroxiredoxina). O EGb também estimulou a atividade da enzima antioxidante catalase e diminuiu os níveis de peroxidação lipídica. Sobre a microbiota intestinal, o EGb foi capaz de modular sua composição, favorecendo o crescimento de Bacteriodetes em detrimento de Firmicutes. Desta forma, os dados do presente estudo demonstram que o EGb atua beneficamente sobre o metabolismo lipídico, o proteoma do tecido e a microbiota intestinal de ratos obesos, corroborado os achados prévios de nosso laboratório os quais sugerem que o EGb tem potencial para ser utilizado no tratamento da obesidade e suas comorbidades
Keywords Adipose tissue
Phytotherapic
High-fat diet
Microbiota
Tecido adiposo
Fitoterápico
Dietas hiperlipídicas
Microbiota
Extrato padronizado de Ginkgo biloba
Language Portuguese
Sponsor Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Date 2018-11-28
Research area Biologia Química de Sistemas
Knowledge area Biologia Química
Publisher Universidade Federal de São Paulo
Extent 157 p.
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=7360448
Access rights Closed access
Type Thesis
URI https://repositorio.unifesp.br/handle/11600/52850

Show full item record




File

Name: Tese - Bruna Kelly Sousa Hirata.pdf
Size: 4.820Mb
Format: PDF
Description:
Open file

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account