Esofagomiotomia de heller: cicatrização de perfuração esofágica com e sem fundocardioplastia de dor videolaparoscópica, em porcos

Esofagomiotomia de heller: cicatrização de perfuração esofágica com e sem fundocardioplastia de dor videolaparoscópica, em porcos

Author Kozu, Fabio Okutani Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Azevedo, Joao Luiz Moreira Coutinho de Azevedo Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Medicina Translacional
Abstract Objetivo: Comparar a evolução da miotomia esofagiana com perfuração iatrogênica reparada associada ou não ao tamponamento da superfície cruenta por segmento de parede gástrica, por via laparoscópica. Métodos: Foram utilizados 17 porcos em dois grupos. No grupo A foi feita a miotomia esofagiana seguida de perfuração iatrogênica e posterior reparação. No grupo B agregou-se a plicatura gástrica sobre a perfuração reparada. No vigésimo primeiro dia pós operatório ocorreu o sacrifício dos animais e moldagem do lúmen esofágico para a determinação do índice de estenose (IE) na região da perfuração reparada. Foram também estudados aspectos macroscópicos e microscópicos (quantitativo e qualitativo) dos processos de cicatrização. Resultados: Duração cirúrgica maior no grupo B (57,6 min.) que no grupo A (42,7 min.). Levando-se em conta o IE dos grupos A e B não se percebeu estenose porém nota-se menor dilatação no grupo B (-6,6%) que no grupo A (-16,4%). Houve regularidade de cicatrização da região da miotomia do grupo A e deformidades com inflamação aguda persistente e granulomas no grupo B. Na região da miotomia do grupo B os elementos da inflamação foram mais numerosos que no grupo A: média de 480,7 linfócitos versus 163,3; média de 219,7 neutrófilos versus 54,8; média de 6,8 eosinófilos versus 5,5; média de 261,5 macrófagos versus 96,4; média de 143,1 plasmócitos versus 58,5; de 52,25 vasos neoformados versus 21,22; de 41,8 micrometros quadrados de fibras colágenas versus 17,0. Conclusões: A cicatrização da perfuração esofágica durante a miotomia do esôfago associada a plicatura gástrica é agravada granulomas ao redor das suturas ao passo que sem a adição da plicatura a cicatrização ocorre mais rapidamente e com menor resposta inflamatória.
Keywords miotomia esofagiana
fundoplastia de dor
cicatrização
porcos perfuração esofágica cirurgia experimental videolaparoscopia perfuração iatrogênica
Language Portuguese
Date 2013-12-20
Published in KOZU, Fabio Okutani. Esofagomiotomia de heller: cicatrização de perfuração esofágica com e sem fundocardioplastia de dor videolaparoscópica, em porcos. 2013. Tese (Doutorado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2013.
Research area Medicina
Knowledge area Ciências da saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=1018254
Access rights Closed access
Type Thesis
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/48719

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account