Efeito de um programa de fortalecimento dos músculos rotadores do ombro sobre o equilíbrio muscular e a eficácia do arremesso

Efeito de um programa de fortalecimento dos músculos rotadores do ombro sobre o equilíbrio muscular e a eficácia do arremesso

Author Mascarin, Naryana Cristina Autor UNIFESP Google Scholar
Advisor Papa, Marilia Andrade Papa Autor UNIFESP Google Scholar
Institution Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Graduate program Medicina Translacional
Abstract O desequilíbrio entre os músculos rotadores dos ombros tem sido considerado um fator de risco para lesões desta articulação, principalmente para atletas de arremesso. Objetivos: verificar a efetividade do programa de treinamento de força (PTF) direcionado para o reequilíbrio entre os músculos rotadores do ombro e a possível influência deste programa na qualidade do arremesso do handebol. Métodos: Noventa e sete articulações do ombro de jogadoras de handebol (14 a 17 anos) foram avaliadas e divididas aleatoriamente em grupo experimental [GE (n=50)] e grupo controle [GC (n=47)], todas apresentaram desequilíbrio muscular caracterizado pela fraqueza de RMs e RLs. O GE participou do PTF com resistência progressiva de faixa elástica realizado por seis semanas, três vezes por semana. Os treinamentos de handebol foram mantidos para ambos os grupos. Antes e após o PTF os GE e GC realizaram teste de força isocinética de RMs e RLs dos ombros. O pico de torque (PT), trabalho total (TT) e potência média (PM) foram medidos em 60⁰/s e 240⁰/s no modo concêntrico e em 240⁰/s no modo excêntrico. Foram calculadas as relações de equilíbrio convencional (RC) (PT concêntrico de RMs / PT concêntrico de RLs) e relação de equilíbrio funcional (RF) (PT excêntrico de RLs /PT concêntrico de RMs). Foram realizados dois testes de acurácia e velocidade do arremesso, posição parada (marca do pênalti) e saltando (linha dos nove metros). Resultados: Após o PTF de RLs houve uma melhora do PT (p=0,00) e TT (p=0,00) do lado dominante e melhora do PT (p=0,01) e do TT (p=0,01) do lado não dominante em 60⁰/s. As mesmas variáveis medidas na velocidade de 240⁰/s não melhoraram. As RC e RF não melhoraram do lado dominante, apesar de terem ficado dentro do limite de normalidade após o PTF. Do lado não dominante houve melhora significativa da RC (p=0,03) e RF (p=0,00). A velocidade da bola melhorou no teste 1 realizado de forma parada pelo lado dominante, sem alteração da acurácia do arremesso. No lado não dominante não houve variação da velocidade e acurácia do arremesso. O GE que participou do PTF de RMs apresentou melhora bilateral da PM, sem variação do PT, TT e das RC e RF. Houve também melhora significativa da velocidade da bola no teste 2 parado (p=0,04) e saltando (p=0,00). Conclusão: O PTF direcionado para RLs foi eficiente para melhorar o PT e também a relação de equilíbrio muscular, sem qualquer prejuízo da velocidade ou acurácia do arremesso. O PTF direcionado para RMs mostrou-se eficiente para melhorar a PM e a velocidade da bola, sem maximizar a melhora do PT e das relações de equilíbrio muscular.
Keywords dinamometria isocinética
desequilíbrio muscular
articulação do ombro
músculos do manguito rotador
prevenção de lesão
Language Portuguese
Date 2014-01-08
Published in MASCARIN, Naryana Cristina. Efeito de um programa de fortalecimento dos músculos rotadores do ombro sobre o equilíbrio muscular e a eficácia do arremesso. 2014. Tese (Doutorado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2014.
Research area Medicina
Knowledge area Ciências da saúde
Publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Origin https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=929792
Access rights Closed access
Type Thesis
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/48347

Show full item record




File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Search


Browse

Statistics

My Account