Evidências de validade do Five Facet Mindfulness Questionnaire (FFMQ) em população de profissionais da atenção primária à saúde, e correlações com medidas de autocompaixão

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2015-09-23
Autores
Loyola, Vinicius Terra [UNIFESP]
Orientadores
Gimeno, Suely Godoy Agostinho [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Introduction: The practices and interventions based on mindfulness are found in various cultural, religious, philosophical and medical traditions from the east, such as Buddhism and Tibetan medicine. Many of mindfulness scales were developed to measure this construct and so have more reliable measures of what is mindfulness. Research is being done in order to investigate possible internal and external discrepancies in the instruments. Objective: To investigate evidence of psychometric validity of the Five Facet Mindfulness Questionnaire (FFMQ) in population of Primary Health Care professionals in Brazil, and their correlations with self-compassion, anxiety and depression measures. Method: This is a correlational analytical study, transversal, with measurements obtained by self reporting technique, through a battery of questionnaires made available through an online platform (monkey survey). Confirmatory factorial analysis were used to analyze the dimensionality of FFMQ, as well as internal consistency. Results: The participants were 405 respondents. The dimensions of FFMQ showed good internal consistency. All dimensions of FFMQ had significant relationships with some of the self-compassion factors, as well as anxiety and depression, and some of the covariance between errors were significant. Discussion: The covariance between errors that appeared open an inquiry into the validity of the total score of that test. The FFMQ showed good internal consistency, with measures similar to the validation data. Regarding the correlations between the factors of the instruments, the results followed what was expected for most of the correlations, except for the facet observe. The intercorrelation between the facets of FFMQ and SCS factors showed a possible link between these constructs. Conclusion: This research opens an important question on the validity of mindfulness of FFMQ construct based on the results of covariance analysis of errors. The correlations between the FFMQ factors and the SCS indicate that the constructs of mindfulness and self-compassion dialogue with each other, but these data have to be further explored and require further study.
Introdução: As práticas e intervenções baseadas em mindfulness (palavra inglesa que tem sido traduzida como atenção plena) são encontradas em diversas tradições culturais, religiosas, filosóficas e médicas do oriente, como por exemplo, no budismo e na medicina tibetana. Muitas escalas de mindfulness foram desenvolvidas para quantificar esse construto e assim ter medidas mais confiáveis do que é o mindfulness. Pesquisas estão sendo feitas no intuito de averiguar possíveis discrepâncias internas e externas nos instrumentos. Objetivo: Verificar evidências de validade psicométrica do Five Facets Mindfulness Questionnaire (FFMQ) em população de profissionais de Atenção Primária à Saúde (APS) no Brasil, e suas correlações com medidas de autocompaixão, ansiedade e depressão. Método: Trata-se de um estudo analítico correlacional, transversal, com medidas obtidas mediante a técnica de auto relato, através de uma bateria de questionários disponibilizados por meio de uma plataforma online (survey monkey). Análises Fatoriais Confirmatórias foram utilizadas para analisar a dimensionalidade do FFMQ, assim como consistência interna. Resultados: Participaram da pesquisa 405 respondentes. As dimensões do FFMQ mostraram boa consistência interna. Todas as dimensões do FFMQ tiveram relações significativas com alguns dos fatores de auto-compaixão, bem como com a ansiedade e depressão, e algumas das covariâncias entre erros foram significativos Discussão: Os erros entre covariâncias que apareceram abrem um questionamento sobre a validade do score total do referido teste. O FFMQ apresentou boa consistência interna, com medidas semelhantes aos dados da validação. No tocante as correlações entre os fatores dos instrumentos, os resultados apresentados seguiram o que foi esperado para a maioria das correlações, com exceção da faceta observar. A intercorrelação entre as facetas do FFMQ e os fatores da SCS evidenciaram uma possível ligação existente entre esses construtos. Considerações finais: a presente pesquisa abre um questionamento importante sobre a validade do construto de mindfulness da FFMQ tendo por base o resultado das análises de covariância entre erros. As correlações encontradas entre os fatores do FFMQ e a da SCS indicam que os construtos de mindfulness e autocompaixão dialogam entre si, porém estes dados devem ser mais explorados e necessitam de mais estudos.
Descrição
Citação
LOYOLA, Vinicius Terra. Evidências de validade do Five Facet Mindfulness Questionnaire (FFMQ) em população de profissionais da atenção primária à saúde, e correlações com medidas de autocompaixão. 2015. 60 f. Dissertação (Mestrado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2015.