Estudo clínico do ginseng no tratamento da disfunção erétil humana

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2003
Autores
Andrade, Enrico Ferreira Martins de [UNIFESP]
Orientadores
Claro, Joaquim Francisco de Almeida [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
O Ginseng Vermelho Coreano (GVC) ou Panax ginseng constitui-se um fitoterapico dos mais utilizadas na Medicina tradicional Chinesa. Atribuindo-lhe diversos efeitos, como: aumentar o fluxo sanguineo aos orgaos, estimular a resposta imunologica, melhorar a memoria e ter propriedades afrodisiacas. Demonstrou-se que o GVC provoca um aumento do oxido nitrico, induzindo o relaxamento do musculo liso do corpo cavernoso de coelhos, por ativacao do sistema L-argininaloxido nitrico. O tratamento com GVC potencializa a libido e a performance sexual nos ratos, por aumento do oxido nitrico no musculo liso do corpo cavernoso e tambem por ter acao no sistema nervoso central, onde diretamente provoca inibicao da secrecao de prolactina, aumentando assim a libido dos ratos. Deste modo vislumbrou-se o potencial uso, de tal raiz, no tratamento da disfuncao eretil (DE). O objetivo do estudo foi avaliar o beneficio do GVC na disfuncao eretil humana, pela analise da variacao do indice internacional de funcao eretil, nas questoes referentes ao dominio da disfuncao eretil (perguntas: 1, 2, 3, 4, 5 e 15 do IIEF-5). O grupo de 60 pacientes, foi dividido em dois grupos: o grupo G, com 30 pacientes, recebeu 3 g/dia de GVC, a idade variou de 26 a 70 anos (media de 52,6 anos); no grupo placebo, com 30 pacientes, a idade variou de 34 a 67 anos (media de 54,3 anos). A duracao do estudo foi de 12 semanas e o sistema utilizado foi o duplo-cego randomizado, com visitas a cada 4 semanas. O tempo de historia de disfuncao eretil, variou de 6 a 288 meses no grupo G (media de 42,3 meses) e no grupo P de 6 a 288 meses (media de 46,2 meses). A graduacao do dominio da funcao eretil do IIEF-5, variou de 13 a 23 pontos no grupo G (media de 16,4 pontos), e no grupo P a graduacao variou de 13 a 24 pontos (media de 16,9 pontos). Verificamos que, nas perguntas do IIEF-5, o grupo tratado com GVC, apresentou um aumento estatisticamente significativo (P<0,05), na pontuacao da funcao eretil, quando comparado ao grupo placebo. Assim concluimos que, o GVC se mostrou eficaz no tratamento dos pacientes portadores de disfuncao eretil de graus leve e moderada a leve, segundo os parametros estudados pelo Indice Internacional de Funcao Eretil
Descrição
Citação
São Paulo: [s.n.], 2003. 48 p.