Dermatoscopia na pele negra: estudo comparativo dos nevos melanocíticos adquiridos em pacientes com fototipos v e vi versus i e ii

dc.contributor.advisorHirata, Sergio Henrique [UNIFESP]pt
dc.contributor.authorTuma, Bruna [UNIFESP]
dc.contributor.institutionUniversidade Federal de São Paulo (UNIFESP)pt
dc.date.accessioned2018-07-27T15:50:34Z
dc.date.available2018-07-27T15:50:34Z
dc.date.issued2015-03-31
dc.description.abstractBLACKGROUND: The identification of "normal" dermoscopic pattern of acquired melanocytic nevi (AMN) provides a better diagnostic accuracy of melanoma in people with black skin. OBJECTIVE: Describe melanocytic lesions (number and anatomical distribution) in skin types V and VI (ST V/VI) compared to skin types I and II (ST I/II) according to Fitzpatrick's classification. Identify differences in dermoscopic findings of acquired melanocytic nevi (global pattern, pigment and color distribution) between the groups. METHODS: Cross-sectional, prospective and consecutive data collection in two dermatological outpatient clinic, between October 8, 2010, and March 20, 2013. From the 501 volunteers, 480 participants fullfilled the eligibility criteria. A total of 460 acquired melanocytic nevi were selected for dermoscopy analysis. RESULTS: The individuals with ST V/VI had less melanocytic lesions than those with ST I/II (15,08 vs 7,90, p=0,032), and the anatomical distribution in the first group was predominantly in the face and acral sites (p<0,001). The AMN in the group ST V/VI were associated with reticular pattern (p<0.0001), tendency to central hyperpigmentation (p=0.0025). LIMITATIONS: Choice of a single representative nevus per patient. CONCLUSION: The AMN in the individuals with ST V/VI has a distinct dermoscopic pattern from those with ST I/II.en
dc.description.abstractObjetivo: Descrever as lesões melanocíticas (número e distribuição por região anatômica) nos portadores de fototipos V e VI comparados aos fototipos I e II. Identificar as diferenças dos padrões dermatoscópicos dos nevos melanocíticos adquiridos entre os dois grupos (F V/ VI versus F I/ II). Método: Estudo transversal, realizada em duas instituições, a Universidade Federal de São Paulo e a Universidade Estadual de Londrina, com coleta consecutiva e prospectiva. Dos 501 voluntários, 480 preenchiam os critérios de inclusão. No total foram selecionados 460 nevos melanocíticos adquiridos para análise dermatoscópica. Resultados: Os portadores de fototipos V e VI apresentaram menor número de nevos comparados aos portadores de fototipos I e II (15,08 vs 7,90, p=0,032), essas lesões estavam distribuídas principalmente na face e região acral (p<0,001) enquanto os portadores de fototipos I e II apresentaram distribuição predominantemente em tronco. O grupo dos portadores dos fototipos I e II apresentou nevos com padrão reticular, de coloração marrom e distribuição uniforme com tendência à distribuição em múltiplos focos de hipo e hiperpigmentação. No grupo dos fototipos FV e VI, as características dermatoscópicas predominantes foram: padrão reticular (p<0,0001), distribuição uniforme com tendência à hiperpigmentação central (p=0,0025), de coloração marrom, com presença marcante das cores preta e cinza-azulado. Limitação: A escolha de um nevo representativo por paciente. Conclusão: Existem diferenças clínicas e dermatoscópicas na apresentação das lesões melanocíticas adquiridas nos pacientes com fototipos I e II e os com fototipos V e VI. As diferenças de distribuição por região anatômica são importante pois sinalizam a importância do exame da face, mãos e pés nos portadores de fototipos altos. A diferença dos achados dermatoscópicos entre os fototipos demonstra que os indíviduos portadores de fototipos V e VI apresentam particularidades no exame dermatoscópico, e o conhecimento do padrão de "normalidade" propiciará a identificação das lesões suspeitas de melanoma nessa população.pt
dc.description.sourceDados abertos - Sucupira - Teses e dissertações (2013 a 2016)
dc.format.extent66 p.
dc.identifierhttps://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=2967250pt
dc.identifier.citationTUMA, Bruna. Dermatoscopia na pele negra: estudo comparativo dos nevos melanocíticos adquiridos em pacientes com fototipos v e vi versus i e ii. 2015. 66 f. Dissertação (Mestrado) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2015.
dc.identifier.fileBruna Tuma.pdf
dc.identifier.urihttps://repositorio.unifesp.br/handle/11600/46616
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rightsAcesso aberto
dc.subjectdermoscopyen
dc.subjectethnic groupsen
dc.subjectmelanocytic nevien
dc.subjectmelanomaen
dc.subjectdermoscopiapt
dc.subjectgrupos étnicospt
dc.subjectnevos melanocíticospt
dc.subjectmelanomapt
dc.titleDermatoscopia na pele negra: estudo comparativo dos nevos melanocíticos adquiridos em pacientes com fototipos v e vi versus i e iipt
dc.title.alternativeDermoscopy on black skin- a comparative study of melanocytic lesions and features of dermoscopic findings in individuals with skin type V and VI to those with skin type I and IIen
dc.typeDissertação de mestrado
unifesp.campusSão Paulo, Escola Paulista de Medicina (EPM)pt
unifesp.graduateProgramSaúde Baseada em Evidênciaspt
unifesp.knowledgeAreaCiências da saúdept
unifesp.researchAreaMedicinapt
Arquivos
Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
Bruna Tuma.pdf
Tamanho:
1.1 MB
Formato:
Adobe Portable Document Format
Descrição: