Estudo funcional e morfológico da hipotermia localizada e sistêmica no fígado de cães

dc.contributor.advisorTaha, Murched Omar [UNIFESP]
dc.contributor.authorSiqueira, Venilton José [UNIFESP]
dc.date.accessioned2015-12-06T23:04:38Z
dc.date.available2015-12-06T23:04:38Z
dc.date.issued2003
dc.description.abstractOs efeitos da hipotermia sistemica e da hipotermia seletiva, sobre as funcoes morfologicas e celulares do figado foram estudados em caes, machos, sem raca definida, com media de peso de 13 kg, distribuidos em dois grupos de 10 animais. O primeiro grupo (GI) foi submetido a hipotermia seletiva ou topica, sob anestesia geral totalmente intravenosa, e ventilacao controlada. Apos a laparotomia, mediana supraumbilical, foram coletados amostras sanguineas da veia esplenica e fragmentos hepaticos do lobo diafragmatico (TO), quando o figado foi isolado com papel aluminio e totalmente coberto com gelo picado. Um termometro de precisao foi inserido no lobo diafragmatico ate a proximidade da veia cava, sendo fixado a pele. Apos a temperatura baixar 10ºC da temperatura inicial, mais duas amostras de sangue e fragmentos hepaticos foram coletados: Test e T60. O animal foi sacrificado. No segundo grupo (GII), submetido a hipotermia sistemica de conducao, apos anestesia, monitorizacao e laparotomia da mesma forma que o grupo GI, coletou-se amostras de TO., ato continuo, todo o corpo do animal foi coberto com gelo em gel. Apos a estabilizacao da temperatura em 10°C abaixo da temperatura inicial, foram coletadas as amostras de TEST. Sessenta minutos apos, novas amostras foram coletadas (T60). Foram realizadas dosagens bioquimicas de ALT, AST e BD. Os fragmentos hepaticos dos dois grupos em TO, Test. T60 foram enviados para o laboratorio de histopatologia da UNIFENAS e preparados para contagem de celulas com degeneracao hidropica e outras alteracoes celulares visiveis a microscopia de luz. Amostras dos fragmentos tambem foram enviados ao laboratorio de biologia molecular da UNIFESP Escola Paulista de Medicina para microscopia eletronica de transmissao, para a contagem de lisossomos nos hepatocitos. Para o tratamento estatistico das variaveis estudadas, aplicou-se o teste de MANN-WHITNEY e a ANALISE DE VARIANCIA POR POSTOS DE FRIEDMANN, onde os valores de GI foram significativamente maiores que GII, concluindo, que a hipotermia topica ou seletiva (GI), provocou maiores anifestacoes de injuria hepatica tanto no perfil enzimatico estudado quanto no numero de degeneracoes hidropicas celulares e outros achados que a hipotermia sistemica de conducao (GII)pt
dc.description.sourceBV UNIFESP: Teses e dissertações
dc.format.extent50 p.
dc.identifier.citationSão Paulo: [s.n.], 2003. 50 p.
dc.identifier.fileepm-11578.pdf
dc.identifier.urihttp://repositorio.unifesp.br/handle/11600/19915
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rightsAcesso restrito
dc.subjectAnestesiapt
dc.subjectHipotermiapt
dc.subjectCãespt
dc.subjectFígadopt
dc.subjectAnesthesiaen
dc.subjectHypothermiaen
dc.subjectDogsen
dc.subjectLiveren
dc.titleEstudo funcional e morfológico da hipotermia localizada e sistêmica no fígado de cãespt
dc.title.alternativeComparative study of liver morphologic function of dogs submitted to systemic and topic hypothermiaen
dc.typeTese de doutorado
unifesp.campusSão Paulo, Escola Paulista de Medicina (EPM)pt
unifesp.graduateProgramTécnica Operatória e Cirurgia Experimental (até 2002)
Arquivos