Estudo observacional de avaliação de habilidades funcionais e cognitivas e uso de dispositivos móveis em idosos

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2023-11-22
Autores
Andrade, Alan Cronemberger [UNIFESP]
Orientadores
Bertolucci, Paulo Henrique Ferreira [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Objetivo: A detecção das síndromes demenciais em tempo oportuno é um grande desafio. Portanto, são necessárias soluções tecnológicas simples e inovadoras que permitam otimizar a coleta sistemática de dados de funcionalidade e de cognição em adultos e idosos, inclusive usando sistemas digitais. Neste contexto, como parte do Projeto DigiTAU, o objetivo deste estudo foi avaliar como a mensuração de habilidades e proficiência no uso de aparelhos móveis digitais se relaciona com parâmetros cognitivos em nossa população adulta. Dada a alta taxa de utilização desses dispositivos e o potencial das informações que podem ser obtidas a partir dos dados capturados, foi planejado estudo piloto para avaliar essas relações usando novos instrumentos. Métodos: Uma amostra diversificada de 210 adultos jovens e idosos saudáveis, sem demência, foi avaliada no Ambulatório de Neurologia do Comportamento da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) em um estudo transversal. A avaliação incluiu características demográficas, testes cognitivos, estado de saúde global, funcionalidade e habilidades motoras. Estes foram avaliados para posterior comparação com a proficiência no uso de dispositivos digitais (literacia digital). Resultados: Utilizando técnicas de design cognitivo, foram adaptados, validados ou desenvolvidos três testes de proficiência no uso de dispositivos digitais: um novo teste baseado em performance, o Teste de Habilidades Digitais (THD), e dois testes traduzidos baseados em questionários, o Questionário de Proficiência em Dispositivos Móveis (QPDM) e o Questionário de Proficiência em Computadores (QPC). Observaram-se correlações positivas entre o THD e o questionário autorrelatado QPDM, assim como entre teste de cognição global (Montreal Cognitive Assessment, MoCA) e o uso proficiente de tecnologias. Conclusão: Os dados obtidos no estudo fornecem dados novos e trazem métodos aperfeiçoados de avaliação de uso de dispositivos digitais. Os instrumentos demonstraram potencial e poderiam servir tanto como instrumentos de testagem direta quanto como ferramentas para a coleta de informações autorreferidas, especialmente como parâmetros metodológicos válidos para a avaliação da saúde cognitiva usando meios digitais. Palavras-chave (DeCS/MeSH): cognição, dispositivos móveis, design centrado no usuário, testes cognitivos, testes de estado mental e demência, pesquisa médica translacional, demência, neurologia, tablets, interface homem-computador, eSaúde.
Objective: Timely detection of dementia is a challenge in cognitive healthcare. Addressing this issue requires straightforward yet innovative technological solutions, particularly those that facilitate the efficient collection of functional and cognitive data among the elderly using digital systems. As part of the DigiTAU Project, this study aimed to explore the relationship between digital mobile device proficiency and cognitive parameters in an adult population. Given the high usage rates of these devices and the potential insights offered by their data, it was developed a pilot study to systematically measure and analyze this information, using new instruments that could contribute to the advancement in dementia diagnostics research. Methods: A diverse sample of 210 healthy young and elderly adults without dementia was assessed at the Behavioral Neurology Outpatient Clinic of the Federal University of São Paulo (Unifesp) in a cross-sectional study. The assessment included demographic characteristics, cognitive testing, overall health status, functionality, and motor skills. These were evaluated for subsequent comparison with proficiency in using digital devices. Results: Following cognitive design techniques, three proficiency tests for the use of digital mobile devices were adapted, validated, or developed. These included a performance-based test, the new Mobile Device Habillities Test (MDAT), and two translated questionnaire-based tests, the Mobile Device Proficiency Questionnaire (MDPQ) and the Computer Proficiency Questionnaire (CPQ). Positive correlations were observed between the MDAT and the self-reported QPDM questionnaire, as well as between the global cognition test (Montreal Cognitive Assessment, MoCA) and proficient use of technology. Conclusion: The data obtained from the study provide new information for our population and suggest improved methods of digital devices usage mesuarements. These tools show potential and could serve both as direct testing instruments and as means for collecting self-reported information. They particularly stand out as valid methodological parameters for assessing cognitive health using digital means. Keywords (DeCS/MeSH): cognition, mobile devices, user centered design, cognitive testing, mental status and dementia tests, translational medical research, dementia, digital divide, neurology, tablets, human computer interface, eHealth.
Descrição
Citação
Andrade, Alan Cronemberger. Estudo observacional de avaliação de habilidades funcionais e cognitivas e uso de dispositivos móveis em idosos [Observational study to evaluate functional and cognitive abilities and the use of digital mobile devices in the elderly]. 2023. Dissertação (Mestrado em Neurologia e Neurociências) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), São Paulo, 2023.