A interação entre genótipos de apolipoproteína E, sonolência excessiva diurna e funções cognitivas na síndrome da apneia obstrutiva do sono

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2018-11-28
Autores
Balthazar, Fernanda Maurer [UNIFESP]
Orientadores
Carvalho, Luciane Bizari Coin de [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Objective: To determine the neuropsychological features and cognitive function of adults with obstructive sleep apnea syndrome (OSAS) with or without excessive daytime sleepiness (EDS) and with or without apolipoprotein E (ApoE) ε4 allele. Methods: 21 patients, from 33 to 79 yrs, males and females, underwent a clinical interview, ApoE genotyping, neuropsychological evaluation, Epworth sleepiness scale and polysomnography. Results: EDS is associated with lower IQ (total and performance) and lower immediate visual memory independently of ApoE genotype. Patients carrying ApoE ε4 allele presented worse performance in divided attention, constructional praxis, perceptual organization, and cognitive flexibility. Combination of ε4 allele and EDS potentiates the deleterious effect on cognition, except for immediate visual memory. It was also associated to worse cognitive processing speed, selective attention and visuomotor coordination. Conclusion: EDS and ε4 allele are associated to worse cognitive performance in OSA patients. The combination of EDS and ε4 allele possibly potentiates the cognitive impairment.
Objetivo. Investigar as características neuropsicológicas e o funcionamento cognitivo de adultos com síndrome da apneia obstrutiva do sono (SAOS), com ou sem sonolência excessiva diurna (SED) e com ou sem o alelo ε4 do gene apolipoproteína E (ApoE). Método. 21 sujeitos, com idade entre 33 a 79 anos, de ambos os sexos, foram submetidos à entrevista clínica, genotipagem de ApoE, avaliação neuropsicológica, Escala de Sonolência de Epworth e polissonografia (PSG). Resultados. A SED está associada a menores escores do quociente intelectual (QI) total e de execução e da memória visual imediata, independentemente do genótipo de ApoE. Sujeitos com alelo ε4 apresentaram pior desempenho de atenção dividida, praxia construtiva, organização perceptual e flexibilidade cognitiva. A presença combinada de SED e o alelo ε4 além de intensificar tais prejuízos, exceto o de memória visual imediata, associou-se a déficits de velocidade de processamento, atenção seletiva e coordenação visuomotora. Conclusão. Os dados sugerem que a SED e o alelo ε4 associam-se a pior performance cognitiva de pacientes com SAOS. A presença combinada de SED e o alelo ε4 possivelmente potencializa os prejuízos cognitivos.
Descrição
Citação