Estudo sobre os relatos de experiência de indivíduos que praticaram aulas de yoga online durante o período de pandemia de COVID-19

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2023-01-05
Autores
Bellucci, Giovanna Morente [UNIFESP]
Orientadores
Ribeiro, Alessandra Mussi [UNIFESP]
Tipo
Trabalho de conclusão de curso de graduação
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
A pandemia causada pelo novo coronavírus denominado SARS-CoV-2, agente da doença COVID-19 (Coronavirus Disease), afetou diretamente toda a população mundial. Neste contexto, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomendou medidas não farmacológicas como etiqueta respiratórias e higienização das mãos; fechamento (lockdown) de acesso a espaços públicos, impedindo o movimento de pessoas e cargas; e principalmente o isolamento físico/social. Tais situações são consideradas potencialmente estressantes e afetam diretamente a saúde mental e física dos indivíduos. Estudos têm sugerido um aumento na incidência de doenças neuropsiquiátricas na população mundial durante o período de pandemia COVID-19. Além disso, problemas físicos também têm sido relatados tais como a redução da amplitude articular e atrofia muscular, além do aumento da sensação de dor. Muitas estratégias foram adotadas para o enfrentamento da pandemia, principalmente ações que favorecessem a saúde física e mental dos indivíduos, como por exemplo o uso de Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (PICs). Dentre as PICs, a prática regular de Hatha yoga tem sido usada para promover um aumento na autopercepção e no autocuidado corporal. E estudos prévios têm mostrado que sua pratica regular traz benefícios a saúde mental e física dos praticantes. No entanto, devido a pandemia e consequentemente o isolamento físico/social, as aulas de yoga precisaram ser ofertadas de forma online, através de plataformas digitais, o que leva a uma questão importante, será que os benefícios observados com a pratica presencial foram mantidos durante a pratica online? Diante disso, este estudo teve como objetivo investigar nos relatos de experiência dos indivíduos a potencial melhora na qualidade de vida dos praticantes de yoga online durante o período de isolamento da COVID-19. Para tanto, o recrutamento dos voluntários ocorreu a partir de divulgação online através de mídias sociais. Após um primeiro contato realizado individualmente por e-mail, foram apresentadas as instruções para o preenchimento dos inventários. Trata-se de um estudo qualitativo e transversal, sendo utilizado para coleta de dados: um questionário sociodemográfico, e os instrumentos de Qualidade de Vida Abreviado (WHOQOL), índice de Qualidade de Sono de Pittsburgh (PSQI) e Self-Report Questionnaire (SRQ-20). Os relatos de experiência mostraram que a prática regular do yoga online foi essencial para que os indivíduos enfrentassem melhor o período de isolamento social. Os praticantes de yoga relataram ter mantido boa qualidade de vida geral e subjetiva de sono. Porém sentir-se nervoso, tenso ou preocupado teve a maior frequência de autorrelato. Diante disso, é plausível supor que as situações geradas pelo contexto de isolamento social comprometeram a qualidade de vida e de sono, além da saúde mental dos indivíduos, mas aqueles que praticaram yoga online regularmente relataram terem tido melhores condições de enfrentamento a doença.
The pandemic caused by the new coronavirus called SARS-CoV-2, the agent of the disease COVID-19 (Coronavirus Disease), has directly affected the world population. In this context, the World Health Organization (WHO) recommended nonpharmacological measures such as: basic health and hygiene practice; lockdown preventing the movement of people; and especially physical/social isolation. These situations have been considered potentially stressful and can affect the health of the individuals. Previous studies have suggested an increase in the incidence of neuropsychiatric diseases in the world population during the pandemic. In addition, physical problems have also been reported, such as reduction of the range of body movement and increase pain. Strategies have been adopted to face the current pandemic, especially actions that promote the improvement of the physical and mental health of individuals, such as the practice of Integrative and Complementary Therapies in Health (PICs). Among the PICs, the regular practice of hatha yoga is used for increasing of the self-perception and body self-care and previous studies have shown that its practice brings benefits to the mental and physical health of practitioners. However, during the pandemic, the yoga classes needed to be offered online through digital platforms, which leads to the important question - Do the benefits of in-person yoga classes hold up over online practice? This study aimed to investigate the improvement in the quality of life of individuals who practiced yoga online during COVID-19. Therefore, the recruitment of volunteers took place from online dissemination through social media. After a first contact made individually by e-mail, instructions for completing the inventories were presented. This is a qualitative and cross-sectional study, using a sociodemographic questionnaire and the Abbreviated Quality of Life (WHOQOL), Pittsburgh Sleep Quality Index (PSQI) and Self-Report Questionnaire (SRQ) -20). Experience reports showed that the regular practice of online yoga was essential for individuals to better cope with the period of social isolation. Yoga practitioners reported having maintained good overall quality of life and subjective sleep. However, feeling nervous, tense or worried had the highest selfreport frequency. In view of this, it is plausible to assume that the situations generated by the context of social isolation compromised the quality of life and sleep, in addition to the mental health of individuals, but those who regularly practiced online yoga reported having better conditions for coping with the disease.
Descrição
Citação
BELLUCCI, Giovanna Morente. Estudo sobre os relatos de experiência de indivíduos que praticaram aulas de yoga online durante o período de pandemia de COVID-19. 2023. 73 f. Trabalho de conclusão de curso (Graduação em Fisioterapia) - Instituto de Saúde e Sociedade, Universidade Federal de São Paulo, Santos, 2023.
Coleções