O refúgio na História: a presença do deslocamento forçado e da migração contemporânea no currículo e no ensino de História da Rede Municipal de São Paulo

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2023-10-06
Autores
Machado, Anderson Acioli [UNIFESP]
Orientadores
Santos, Patrícia Teixeira
Tipo
Dissertação de mestrado profissional
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Segundo os dados da ACNUR de 2020, 79,5 milhões de pessoa foram forçadas a se deslocar de seus locais de origem em decorrência de conflitos armados, violência generalizada e graves violações dos direitos humanos. Esse contexto internacional das migrações internacionais e dos deslocamentos forçados tem implicações nas relações educacionais na cidade de São Paulo, uma vez que, em 2020, 7428 estudantes migrantes de 90 nacionalidades diferentes estavam matriculados na rede municipal de educação. Diante desse contexto, a presente dissertação tem como escopo pesquisar as relações entre os fluxos migratórios contemporâneos, e em especial a situação dos refugiados, e o ensino de História na rede municipal de educação. Para tanto serão apresentados os cenários de representações sobre os fluxos migratórios de refugiados, assim como uma perspectiva histórica sobre o assunto. Assim, será analisado como o assunto se faz presente nos currículos de História da rede municipal e o seu reflexo nas práticas de coordenadores e professores de uma unidade educacional constituída por estudantes migrantes em situação de refúgio.
Descrição
Citação