Orientações para uso de problemas nas aulas de matemática em tempos do movimento da matemática moderna

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2022-02-01
Autores
Oliveira, Carlos Henrique da Silva [UNIFESP]
Orientadores
Bertini, Luciane de Fatima [UNIFESP]
Tipo
Trabalho de conclusão de curso de graduação
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Entre as décadas de 1950 e 1970, um novo movimento fez com que o modo de ensinar matemática mudasse, o Movimento da Matemática Moderna. Neste movimento, os alunos passaram a aprender teoria de conjuntos, estruturas e lógica matemática já nos anos iniciais. No Brasil, os professores precisaram se atualizar, e assim, foram criados cursos como Programa de Expansão e Melhoria do Ensino Médio e o Grupo de Estudos em Ensino de Matemática. No entanto, havia outras formas das quais os professores utilizavam para se manterem atualizados e prepararem suas aulas, utilizando as revistas pedagógicas, que em alguns casos, como na Revista do Ensino, do estado do Rio Grande do Sul, eram publicações oficiais, pois era gerida pela Secretaria de Educação deste estado. Os trabalhos na área da História da educação matemática apontam que os problemas desempenham papel de destaque nas propostas para o ensino ao longo do tempo, e que as finalidades de seu uso, sua forma e as orientações aos professores em relação à sua utilização no ensino sofrem alterações ao longo do tempo. Sendo assim, este trabalho, na forma de pesquisa qualitativa, utilizando as pesquisas bibliográfica e documental como procedimentos técnicos, buscou analisar as orientações que as revistas pedagógicas faziam para o uso de problemas nas aulas de matemática durante o tempo em que o Movimento da Matemática Moderna esteve em um período de maior circulação de suas ideias no Brasil, e, para isso, foi feita uma busca de artigos escritos nas décadas de 1960 e 1970 no Repositório Institucional da UFSC, no acervo referente à História da educação matemática. Para este trabalho, seis artigos foram selecionados, sendo que dois foram escritos antes do domínio do Movimento da Matemática Moderna, e quatro após. A conclusão obtida foi a de que houve uma mudança na forma de propor os problemas, com a inserção do conceito de conjuntos aparecendo nos problemas já nos anos iniciais, mas, que eles ainda eram propostos utilizando elementos dos cotidianos dos alunos, uma manutenção do que apregoavam movimentos que antecederam a Matemática Moderna.
Between the 1950s and the 1970s, a new movement changed the way mathematics was taught, the Modern Mathematics Movement. In this movement, students began to learn set theory, structures, and logic in the early years. In Brazil, teachers needed to be updated, so courses were created, such as the High School Expansion and Improvement Program and the Study Group for Mathematics Teaching. However, there were other ways that teachers used to keep themselves updated and prepare their classes, using the pedagogical magazines, which in some cases, such as the Teaching Magazine, from the state of Rio Grande do Sul, were official publications since it was managed by the Secretary of Education of this state. The works in the field of History of mathematics education point out that problems play a prominent role in the proposals for teaching over time, and that the purposes of their use, their form, and the guidelines for teachers regarding their use in teaching change over time. Thus, this paper, in the form of qualitative research, using bibliographic and documentary research as technical procedures, sought to analyze the guidelines that pedagogical magazines used to use problems in mathematics classes when the Modern Mathematics Movement was in a period of greater circulation of its ideas in Brazil. To do so, a search for articles written in the 1960s and 1970s was made in the UFSC Institutional Repository, in the collection related to the History of Mathematics Education. For this work, six articles were selected, two of them written before the dominance of the Modern Mathematics Movement, and four after. The conclusion obtained was that there was a change in the way problems were proposed, with the insertion of the set concept appearing in the problems already in the early years, but that they were still proposed using elements from the students' everyday life, maintaining what was preached in the movements that proceded modern mathematics.
Descrição
Citação