The family in face of the elderly's reality of living alone

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2017
Autores
Perseguino, Marcelo Geovane [UNIFESP]
de Moraes Horta, Ana Lucia [UNIFESP]
Ribeiro, Circea Amalia [UNIFESP]
Orientadores
Tipo
Artigo
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Objective: to understand the family dynamics in face of the reality of the elderly living alone. Method: study of qualitative approach with theoretical reference of symbolic interactionism that involved interviews with families. Data were analyzed by thematic analysis. Results: six families participated in the study. The discourse analysis originated the following categories: The family respecting their decision making
The family organizing itself to the process of living alone after the age of 80 years
The family experiencing the freedom of living alone. Conclusion: in this study, it was possible to identify the facilitation of the possibility of living alone with preparation and agreements between the family during the family life cycle, leading to the feeling of freedom and quality of life of all members. Nursing, as a science responsible for elaborating care strategies, should work together with families to assist in the planning of care plans based on the individual social reality of the family.
Objetivo: compreender a dinamica familiar frente a realidade do idoso de morar sozinho. Método: estudo de abordagem qualitativa, com referencial teórico do Interacionismo Simbólico e que envolveu entrevistas com famílias. Os dados foram analisados por análise temática. Resultados: seis famílias participaram do estudo. A análise de discurso originou as seguintes categorias: A família se organizando ao processo de morar sozinho após os 80 anos; A família respeitando as suas tomadas de decisão; A família vivenciando a liberdade do morar sozinho. Conclusão: neste estudo foi possível identificar que a possibilidade de morar sozinho é facilitada pelo preparo e acordos da família durante o ciclo vital familiar, levando à sensação de liberdade e qualidade de vida de todos os membros. A enfermagem, como ciência responsável pela elaboração de estratégias de cuidado, deve trabalhar junto às famílias auxiliando no planejamento de planos assistenciais baseados na realidade social familiar individual.
Descrição
Citação
Revista Brasileira De Enfermagem. Brasilia Df, v. 70, n. 2, p. 235-241, 2017.
Coleções