A meia-noite do eu: Hegel e a formação do imaginário político do sujeito no âmbito do Estado apenas exterior

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2014-06
Autores
Marran, Phellipe Bargieri Böy Massaro [UNIFESP]
Orientadores
Rosa Filho, Silvio [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
O objeto desta pesquisa consiste no estudo da concepção de “substância enquanto sujeito” à qual é fundamental para a compreensão do processo de formação do inconsciente político do indivíduo moderno, sob o prisma do idealismo alemão. Mais especificamente, tal estudo busca desenvolver-se a partir de uma articulação entre as obras Fenomenologia do Espírito, Enciclopédia das ciências filosóficas e Ciência da Lógica de Georg Wilhelm Friedrich Hegel. Propõe-se uma apresentação das interpretações dos conceitos presentes nas obras de alguns estudiosos de Hegel, para elucidar os vínculos entre a reflexão da política e a da própria Sittlichkeit. Para tanto, será do interesse deste estudo expor a leitura que Hegel faz da tensão política da liberdade presente na obra de Immanuel Kant, levando em conta as implicações que tal tensão política acaba por apresentar em três momentos específicos: o primeiro deles é o momento da fundação do Estado; o segundo momento é o da manutenção do Estado; e o terceiro é o da revolução. Ao desenvolver o estudo propomo-nos a realizar investigação da articulação sistêmica entre antropologia e fenomenologia, na medida em que ela permite apreender as determinações recíprocas (negações determinadas) entre educação (Erziehung) e formação (Bildung); articulação e determinações talvez permitam delinear a figura do sujeito à luz das mediações internas à transição entre o que Hegel chamou de “sensação do direito” e “sentimento do direito”.
The purpose of this research is the study of designing "the substance as a subject " is crucial to the understanding of the formation process of the political unconscious of the modern individual from the German idealism’s perspective. More specifically, this study seeks to develop from an articulation between Phenomenology of the Spirit, Encyclopedia of the Philosophical Sciences and Science of Logic, by Georg Wilhelm Friedrich Hegel. We propose a presentation of the concepts’ interpretations in the works of some scholars of Hegel , to elucidate the links between politics’ reflection and the Sittlichkeit itself . To this end, this study will be of interest to expose the reading that Hegel does of the political tension of freedom in Immanuel Kant’s work , considering the implications that such political tension puts forward three specific moments: the first of them is the moment of foundation of the State; the second moment is the maintenance of the State; and the third is the revolution. In developing the study we propose to do the investigation of the systemic links between anthropology and phenomenology, as it allows to learn the reciprocal determinations (denials determinations) between education (Erziehung) and self-cultivation (Bildung); articulation and determinations may allow to delineate the figure of the subject in the light of the internal intercession between what Hegel called "Law’ Sense" and "Law’s consciousness" mediations.
Descrição
Citação
MARRAN, Phellipe Bargieri Böy Massaro. A meia-noite do eu: Hegel e a formação do imaginário político do sujeito no âmbito do Estado apenas exterior. 2014. 93 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia) – Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Guarulhos, 2014.
Coleções