Analise fenotipica e molecular da formacao de biofilmes por amostras de Escherichia coli enteropatogenica (EPEC)

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2012
Autores
Nascimento, Heloisa Helena do [UNIFESP]
Orientadores
Tipo
Tese de doutorado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Neste estudo analisamos fenotipicamente e genotipicamente 223 amostras de Escherichia coli enteropatogenica (EPEC), sendo 70 tipicas (tEPEC) e 153 atipicas (aEPEC) isoladas de criancas com e sem diarreia quanto a capacidade de formacao de biofilme em superficie de poliestireno. A formacao de biofilme a 37ºC foi observada em 10 (14.3%) amostras de tEPEC, sendo a maioria pertencentes aos sorotipos O119:H6 (4 amostras) e O111:NM (2 amostras). Todas as 10 amostras de tEPEC formadoras de biofilme desenvolveram a 37oC uma colonia com morfotipo RDAR e 6 formaram uma pelicula densa e elastica na interface liquido-ar. A maioria (80%) das amostras formadoras de biofilme foi resistente a tres ou mais drogas. Os resultados de PCR mostraram que 4 e amostras,espectivamente, foram positivas para os genes csgA e crl, relacionados a subunidade estrutural e regulador da expressao de curli, respectivamente. Os genes fimH e fimA relacionados a fimbria do tipo I foram encontrados em 8 e 4 amostras, respectivamente. Em nenhuma das amostras foi encontrado o gene fliC. Em relacao a pesquisa de genes para as proteinas autotransportadoras, os genes ehaAa, ehaAb, ehaBa, ehaBb e flu foram encontrados em 1, 4, 4, 8 e 3 amostras, respectivamente. Os genes cah e sab nao ocorreram em nenhuma das amostras Um total de 37 (24.2%) amostras de aEPEC foram capazes de formar biofilme nas temperaturas estudadas (26ºC e 37oC), sendo que a temperatura de 26ºC proporcionou um melhor desenvolvimento do biofilme. Entre essas 37 amostras, 13 pertenciam aos sorogrupos classicos de EPEC, sendo O119 o mais frequente. Um total de 18 amostras apresentou o morfotipo RDAR em agar vermelho Congo e 19 formaram pelicula na interface liquido-ar. Apenas 7 amostras foram resistentes a uma ou mais drogas. Todas as amostras, exceto uma, apresentaram o gene fimH e dessas 28 foram positivas para fimA. Os genes csgA e crl (curli) foram encontrados em 18 e 24 amostras, respectivamente. Nove amostras forma positivas para o gene fliC. Os genes flu, ehaAa, ehaAb, ehaBa, ehaBb e cah foram encontrados em 8, 8, 5, 17, 23 e 7 amostras, respectivamente. Nenhuma amostra apresentou o gene sab. Com o objetivo de identificar genes envolvidos na formacao de biofilme, foi selecionada a amostra de aEPEC A111 (O119:HNT) que nao apresentava a sequencia genetica csgA. Foi construido uma mini-Tn5 biblioteca dessa amostra e P a g i n a | 9 identificado 8 mutantes, que haviam perdido a capacidade de formar biofilme, desenvolver o morfotipo RDAR e pelicula na interface liquido-ar. A analise da sequencia do DNA flanqueado pela insercao do mini-Tn5 revelou a identificacao dos genes fimC, fimD e fimH, relacionados a formacao da fimbria tipo I, bem como sequencias das proteinas diguanilato ciclase e ATP sintase. Concluindo, algumas amostras de EPEC tipica e atipica pertencentes principalmente ao sorogrupo O119, apresentaram a capacidade de formar biofilmes. A maioria dessas amostras apresentou um comportamento multicelular e pelo menos uma sequencia genetica relacionada a formacao de biofilme. A caracterizacao preliminar dos genes envolvidos na formacao de biofilme da amostra A111 identificou mutantes nao formadores de biofilme apresentando insercao do mini-Tn5 em genes da fimbria tipo I
Descrição
Citação
São Paulo: [s.n.], 2012. 80 p.
Coleções