Análise da associação entre cognição e modificações microestruturais da substância branca em pacientes com malformação arteriovenosa cerebral

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2024-04-23
Autores
Nascimento, Victor Santos [UNIFESP]
Orientadores
Chaddad Neto, Feres Eduardo Aparecido [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Introdução: A Malformação Arteriovenosa Cerebral (MAV), é uma doença cerebrovascular congênita, caracterizada por um enovelado de vasos sem a presença de capilares e apresenta veia de drenagem precoce. A conexão direta submete a veia ao mesmo sistema pressórico das artérias, propiciando o rompimento. Mesmo antes do rompimento, pacientes podem apresentam sintomas como cefaleia, crise epiléptica, déficit neurológico focal e déficit de alguma função cognitiva. Além disso, há evidências iniciais de que a MAV é capaz de produzir uma reorganização da microestrutura da substância branca. Objetivo: Investigar a relação entre alterações microestruturais da substância branca cerebral e alterações cognitivas em pacientes com malformação arteriovenosa cerebral. Métodos: Este trabalho possui natureza exploratória, com abordagem transversal retrospectivo. Coletamos dados de 2020 a 2023. Optamos por utilizar uma amostra não probabilística por conveniência. Para coletar os dados cognitivos, foram utilizadas informações de prontuário e relatório de avaliação neuropsicológica. Já para investigar a integridade da substância branca, utilizamos a tractografia probabilística com a técnica de deconvolução esférica restrita. Ao aplicar os critérios de inclusão e exclusão, foram aceitos 22 pacientes. Resultados: Ao investigar aspectos cognitivos, 19 (86,4%) apresentaram déficit cognitivo em algum dos domínios avaliados. Encontramos alterações na anisotropia fracionada, em sua maioria de forma contralateral a lesão e em alguns casos no mesmo hemisfério lesionado. Já na métrica de difusividade média, a maioria das alterações estavam no mesmo lado da lesão. Aspectos cognitivos foram correlacionados negativamente com alterações na anisotropia fracionada e na difusividade média em sua maioria no hemisfério contralateral à lesão e em alguns casos no mesmo hemisfério. Conclusões: Encontramos evidências de que a MAV está relacionada às alterações estruturais que refletem na difusividade média da substância branca. Além disso, também foi possível observar uma reorganização estrutural que provavelmente está associada à doença.
Introduction: Cerebral Arteriovenous Malformation (AVM) is a congenital cerebrovascular disease, characterized by a tangle of vessels without the presence of capillaries and presents an early draining vein. The direct connection subjects the vein to the same pressure system as the arteries, causing rupture. Even before the rupture, patients may present symptoms such as headache, epileptic seizure, focal neurological deficit and deficit in some cognitive function. Furthermore, there is initial evidence that AVM is capable of producing a reorganization of the white matter microstructure. Objective: To investigate the relationship between microstructural changes in the cerebral white matter and cognitive changes in patients with cerebral arteriovenous malformation. Methods: This work is exploratory in nature, with a retrospective cross-sectional approach. We collected data from 2020 to 2023. We chose to use a non-probability sample for convenience. To collect cognitive data, information from medical records and neuropsychological assessment reports were used. To investigate the integrity of the white matter, we used probabilistic tractography with the restricted spherical deconvolution technique. When applying the inclusion and exclusion criteria, 22 patients were accepted. Results: When investigating cognitive aspects, 19 (86.4%) presented cognitive deficits in one of the domains assessed. We found changes in fractional anisotropy, mostly contralateral to the lesion and in some cases in the same injured hemisphere. In the mean diffusivity metric, most changes were on the same side of the lesion. Cognitive aspects were negatively correlated with changes in fractional anisotropy and mean diffusivity, mostly in the hemisphere contralateral to the lesion and in some cases in the same hemisphere. Conclusions: We found evidence that AVM is related to structural changes that reflect the mean diffusivity of white matter. Furthermore, it was also possible to observe a structural reorganization that is probably associated with the disease.
Descrição
Citação
NASCIMENTO, Victor Santos. Análise da associação entre cognição e modificações microestruturais da substância branca em pacientes com malformação arteriovenosa cerebral. 2024. 99 f. Dissertação (Mestrado em Neurologia e Neurociências) – Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2024.