Avaliação da saúde ocupacional dos servidores de enfermagem do departamento de oftalmologia e ciências visuais da UNIFESP

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2022
Autores
Lima, Roberto Andriska de [UNIFESP]
Orientadores
Hirai, Flávio Eduardo [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado profissional
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Objetivo: Avaliar o perfil da saúde ocupacional dos servidores de enfermagem do Departamento de Oftalmologia e Ciências Visuais do Hospital São Paulo/UNIFESP e elaborar um plano de ação voltado ao aumento de qualidade no trabalho e bem-estar dos colaboradores do departamento. Métodos: Este trabalho foi pautado, em início, numa revisão bibliográfica sobre temas relacionados à saúde dos trabalhadores na literatura científica e nos órgãos governamentais, destacando-se as condições laborais, o seu ambiente e alterações. Para o diagnóstico da situação atual, aplicou-se um questionário com ênfase na saúde ocupacional dos servidores de enfermagem dos ambulatórios e do centro cirúrgico do Departamento de Oftalmologia do Hospital São Paulo/UNIFESP e confrontou-se com os apontamentos de absenteísmo do período estudado. A análise dos dados foi norteada pela aplicação da Matriz SWOT (ferramenta do planejamento estratégico) para a avaliação de um novo cenário e incorporando sugestões de melhorias das condições de trabalho. Assim, obteve subsídios para construção de um plano de ação estruturado na ferramenta 5W2H (técnica para realização deste plano). Resultados: Este estudo abrangeu diretamente 39 participantes, sendo que 34 responderam ao questionário, representando 87,2% da mão de obra total. Na sua grande maioria (38 - 97,4%) são do sexo feminino. As maiores percepções dos servidores no cotidiano do trabalho são a falta de funcionários e a pressão por produtividade pela chefia imediata. Em paralelo constatou-se um elevado índice de licenças médicas e cobertura de plantões. Estas coberturas acontecem quando o absenteísmo de profissionais para um determinado turno ocasionam as dobras de jornadas nos plantões. Conclusões: O perfil da saúde ocupacional dos servidores da enfermagem foi mapeado. Um aspecto relevante observado foi a baixa pontuação atribuída por eles quanto a percepção de suas condições de saúde. Assim, os principais pontos positivos, e também, os seus pontos negativos puderam ser utilizados como parâmetros na proposta de um plano de ações estruturado na ferramenta 5W2H.
Objective: To assess the occupational health profile of the nursing staff in the Department of Ophthalmology and Visual Sciences of Hospital São Paulo and to develop a proposal for an action plan to increase quality of work and well-being of the department's employees. Methods: Initially, this work was based on a review on themes related to workers' health in the scientific literature and in related government agencies, highlighting working conditions, their environmentenvironment, and changes. For the diagnosis of the current situation, a questionnaire was applied with emphasis on the occupational health of the nursing staff of the outpatient clinics and surgical center of the Department of Ophthalmology of Hospital São Paulo/UNIFESP, and it was evaluated with the information about absenteeism during the study period. Data analysis was guided by the application of the SWOT Matrix (strategic planning tool) to assess a new scenario and incorporating suggestions for improving working conditions. Thus, an action plan was structured using the 5W2H tool (technique for plan development). Results: This study directly covered 39 participants, of which whom 34 responded to the questionnaire, representing 87.2% of the total workforce. The vast majority (38 - 97.4%) are female. The biggest perceptions of employees in the day-to-day work were the lack of employees and the pressure for productivity by the immediate supervisor. In parallel, there was a high rate of sick leave and shift coverage. These coverages occur when the absenteeism of professionals for a given shift causes double shifts. Conclusions: The occupational health profile of nursing staff was mapped. A relevant aspect observed was the low score attributed by them regarding the perception of their health conditions. Thus, the main positive points, as well as its negative points, could be used as parameters in the proposal of an action plan structured in the 5W2H tool.
Descrição
Citação