Fatores preditivos de reinserção social através do acolhimento em comunidades terapêuticas

dc.contributor.advisorLaranjeira, Ronaldo Ramos [UNIFESP]
dc.contributor.advisor-coMadruga, Clarice Sandi [UNIFESP]
dc.contributor.advisor-coLatteshttp://lattes.cnpq.br/0659290459957967pt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/4152477223577402pt_BR
dc.contributor.authorBarreto, Kátia Isicawa de Sousa [UNIFESP]
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/7855376983653153pt_BR
dc.coverage.spatialSão Paulo
dc.date.accessioned2023-05-25T19:57:42Z
dc.date.available2023-05-25T19:57:42Z
dc.date.issued2023-01-30
dc.description.abstractObjetivo: A Comunidade Terapêutica (CT) é um serviço para tratamento e recuperação de Transtorno por Uso de Substância (TUS) que faz parte da rede de atenção psicossocial desde 2011, e recebe recursos públicos crescentes, sendo crucial a avaliação e o monitoramento das intervenções utilizadas para o tratamento e a recuperação de indivíduos com TUS. Método: estudo de análise documental que compôs a primeira fase da implementação do sistema de monitoramento na rede de CTs financiadas pelo Governo do Estado de São Paulo. Foram analisados os dados sobre o perfil sociodemográfico, indicadores sobre saúde e vulnerabilidade social dos acolhidos nessas instituições bem como dados sobre a permanência no tratamento, a oferta de atividades desenvolvidas durante o período de acolhimento e indicadores de reinserção social no momento do seu desligamento. Além das análises descritivas de todos os indicadores investigados, foram realizados testes de regressão multivariada e mediação para determinar os fatores associados aos desfechos de reinserção social ao desligamento. Resultados: Os resultados descrevem um perfil em extrema vulnerabilidade social, com quase sua totalidade em situação rua. O tempo de permanência médio nas instituições foi de pouco menos de três meses e menos da metade dos indivíduos foram expostos a pelo menos uma atividade de cada um dos quatro domínios propostos pela regulamentação nacional (atividades recreativas, educativas ou de formação profissional, de espiritualidade e de autocuidado e sociabilidade). e no momento do desligamento conseguiram se reinserir socialmente. Mais da metade dos indivíduos retornaram ao convívio familiar, mais de um quarto deles tinham autossustento e apenas um quinto desses indivíduos apresentaram ambos os indicadores de reinserção social no momento do desligamento. O tempo em acolhimento nas CTs foi o maior preditor de reinserção social, com as chances de reinserção aumentando em quase nove vezes na permanência de pelo menos 90 dias. A exposição de uma maior diversidade de atividades terapêuticas durante o acolhimento aumentou em quase oito vezes essas chances. Ambas as associações permanecem significativas ainda quando ajustadas mutuamente. Foi confirmada a hipótese de que a associação entre permanência e reinserção social é mediada pela exposição às intervenções terapêuticas medida através da diversidade de atividades ofertadas. Conclusões: O resultado obtido demonstra o potencial dessa modalidade de tratamento mediante o cumprimento das suas normativas bem como perante a participação em um sistema de monitoramento que envolve também a capacitação profissional.pt_BR
dc.description.provenanceSubmitted by Kátia Barreto (katia.isicawade@unifesp.br) on 2023-05-24T15:09:18Z No. of bitstreams: 1 Dissertação_Katia_RVS.pdf: 27942958 bytes, checksum: 48680ee460d7802e1ccd44d2ee397cc9 (MD5)en
dc.description.provenanceApproved for entry into archive by Marcia Santana Jeremias Macedo (jeremias@unifesp.br) on 2023-05-24T15:29:27Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Dissertação_Katia_RVS.pdf: 27942958 bytes, checksum: 48680ee460d7802e1ccd44d2ee397cc9 (MD5)en
dc.description.provenanceRejected by Mariusa Loução (mariusa.loucao@unifesp.br), reason: Arquivo em anexo DEVE estar em PDF-A. on 2023-05-24T15:34:40Z (GMT)en
dc.description.provenanceSubmitted by Kátia Barreto (katia.isicawade@unifesp.br) on 2023-05-24T21:16:00Z No. of bitstreams: 1 Dissertação_Katia_RVS.pdf: 255266511 bytes, checksum: f065117ea4f023a1c92c67b1b82de95b (MD5)en
dc.description.provenanceApproved for entry into archive by Marcia Santana Jeremias Macedo (jeremias@unifesp.br) on 2023-05-25T14:06:16Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Dissertação_Katia_RVS.pdf: 255266511 bytes, checksum: f065117ea4f023a1c92c67b1b82de95b (MD5)en
dc.description.provenanceApproved for entry into archive by Mariusa Loução (mariusa.loucao@unifesp.br) on 2023-05-25T19:57:42Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Dissertação_Katia_RVS.pdf: 255266511 bytes, checksum: f065117ea4f023a1c92c67b1b82de95b (MD5)en
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2023-05-25T19:57:42Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Dissertação_Katia_RVS.pdf: 255266511 bytes, checksum: f065117ea4f023a1c92c67b1b82de95b (MD5) Previous issue date: 2023-01-30en
dc.emailadvisor.customronaldoramoslaranjeira@gmail.compt_BR
dc.format.extent140 f.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.unifesp.br/handle/11600/67547
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal de São Paulopt_BR
dc.rightsAcesso abertopt_BR
dc.subjectComunidades terapêuticaspt_BR
dc.subjectCrackpt_BR
dc.subjectVulnerabilidade socialpt_BR
dc.subjectAvaliação e monitoramentopt_BR
dc.subjectTranstorno por uso de substânciapt_BR
dc.subjectTratamentopt_BR
dc.titleFatores preditivos de reinserção social através do acolhimento em comunidades terapêuticaspt_BR
dc.title.alternativePredictive factors of social rehabilitation through treatment in therapeutic communitiesen
dc.typeDissertação de mestradopt_BR
unifesp.campusEscola Paulista de Medicina (EPM)pt_BR
unifesp.graduateProgramPsiquiatria e Psicologia Médicapt_BR
Arquivos
Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
Dissertação_Katia_RVS.pdf
Tamanho:
243.44 MB
Formato:
Adobe Portable Document Format
Descrição:
Dissertação
Licença do Pacote
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
license.txt
Tamanho:
5.71 KB
Formato:
Item-specific license agreed upon to submission
Descrição: