Encontros entre trabalhadores de saúde e pessoas em situação de rua no Centro Histórico de Salvador, Bahia: violências, potências e insurgências

dc.contributor.advisorAndreazza, Rosemarie [UNIFESP]
dc.contributor.advisor-coFurtado, Lumena Almeida Castro [UNIFESP]
dc.contributor.advisor-coLatteshttp://lattes.cnpq.br/3418180766317317pt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/1447772258702244pt_BR
dc.contributor.authorOliveira, João André Santos de [UNIFESP]
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/1483924551038632pt_BR
dc.coverage.spatialSão Paulopt_BR
dc.date.accessioned2021-10-20T21:10:44Z
dc.date.available2021-10-20T21:10:44Z
dc.date.issued2021-08-09
dc.description.abstractObjetivo: Esta tese objetivou analisar os efeitos dos encontros para a produção do cuidado nos corpos dos usuários e trabalhadores saúde de dois serviços acessados intensamente por pessoas em situação de rua no território do Centro Histórico de Salvador, Bahia. Método: É uma pesquisa qualitativa, em uma perspectiva cartográfica, realizada com um Centro de Atenção Psicossocial Álcool e outras Drogas e um Consultório na Rua, entre 2017 e 2019, e que acompanhou a caminhada de um trabalhador de saúde afetado, e em mútua produção, pelos encontros com as pessoas que habitam esses serviços. Parte do reconhecimento do conhecimento como uma produção que se dá a partir dos afetos e das ressonâncias que os mesmos provocam nos nossos corpos. Foram construídos mapas utilizando­se diferentes estratégias, como a confecção de diários cartográficos e encontros com as equipes para a construção de narrativas individuais e coletivas em relação à experiência de cuidado com as pessoas em situação de rua, colocando­se em análise os efeitos das experiências produzidas rizomaticamente por esses sujeitos em suas relações com o mundo. Uma análise de implicação permeou toda a tese, o que possibilitou a produção de visibilidade para as implicações que habitam meu corpo de pesquisador branco, professor e médico. Resultados: As situações de violência vividas em um dos serviços tornaram­se importantes analisadores, apontando para a produção de outros mapas da cartografia, como o lugar das drogas na produção das existências; o papel do Centro de Atenção Psicossocial Álcool e outras Drogas no cuidado às pessoas em situação de rua; a produção do sofrimento dessas pessoas atravessado pela necropolítica, humilhação social e pelo racismo estrutural; o sofrimento dos trabalhadores de saúde e suas implicações, afetados pela precarização produzida pelo neoliberarlismo contemporâneo, pelo sofrimento e “demandas vorazes” trazidas pelos usuários, e atravessados pelo modo de subjetivação colonial­capitalístico hegemônico. Conclusões: Este trabalho propõe (ou reconhece) o conceitoferramenta “existências insurgentes” como forma de apontar a necessidade de instauração de novos modos de existências para trabalhadores de saúde e pessoas em situação de rua, deslocando o lugar da droga do centro da vida para um dos agenciamentos das várias vidas em produção. Fortalece a necessidade, no campo da saúde, de engravidar o sentido da produção do cuidado como produção de mais vida, assim como deslocar os conceitos pobres de “profissionais de saúde” e de “pessoas em situação de rua” como formas de representar essas existências que são multiplicidade e potência, que se encontram e se produzem mutuamente por múltiplas linhas de força que agenciam suas formas de viver.pt_BR
dc.description.abstractObjective: This thesis aimed to analyze the effects of meetings for the production of care in the bodies of users and health workers of two services intensively accessed by homeless people in the territory of the Historic Center of Salvador, Bahia. Method: It is a qualitative research, from a cartographic perspective, carried out with a Psychosocial Care Center for Alcohol and Other Drugs and a Street Clinic, between 2017 and 2019, and which followed the path of an affected health worker, and in mutual production, by the encounters with the people who inhabit these services. It starts from the recognition of knowledge as a production that takes place from the affections and resonances they provoke in our bodies. Maps were constructed using different strategies, such as the making of cartographic diaries and meetings with the teams for the construction of individual and collective narratives in relation to the experience of caring for people living on the streets, analyzing the effects of experiences rhizomatically produced by these subjects in their relationships with the world. An analysis of implications permeated the entire thesis, which enabled the production of visibility for the implications that inhabit my body as a white researcher, professor and physician. Results: The situations of violence experienced in one of the services became important analyzers, pointing to the production of other maps of cartography, such as the place of drugs in the production of stocks; the role of the Psychosocial Care Center for Alcohol and Other Drugs in the care of people living on the streets; the production of the suffering of these people crossed by necropolitics, social humiliation and structural racism; the suffering of health workers and its implications, affected by the precariousness produced by contemporary neoliberalism, by the suffering and “voracious demands” brought by users, and crossed by the hegemonic colonialcapitalistic mode of subjectivation. Conclusions: This work proposes (or recognizes) the concept­tool "insurgent stocks" as a way to point out the need to establish new ways of stocks for health workers and homeless people, displacing the place of drugs from the center of life for one of the agencies of the various lives in production. It strengthens the need, in the field of health, to make pregnant the sense of care production as production of more life, as well as displace the poor concepts of "health professionals" and "homeless people" as ways to represent these existences that they are multiplicity and potency, which meet and produce each other through multiple lines of force that govern their ways of living.pt_BR
dc.format.extent290 fpt_BR
dc.identifier.citationOLIVEIRA, J. A. S. Encontros entre trabalhadores de saúde e pessoas em situação de rua no Centro Histórico de Salvador, Bahia: violências, potências e insurgências. São Paulo, 2021. 290 f. Tese (Doutorado em Saúde Coletiva) – Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2021pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/11600/62107
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal de São Paulopt_BR
dc.rightsAcesso abertopt_BR
dc.subjectAtenção à saúdept_BR
dc.subjectEducação permanentept_BR
dc.subjectPessoas em situação de ruapt_BR
dc.subjectPesquisa qualitativapt_BR
dc.subjectCentros de atenção psicossocialpt_BR
dc.subjectHealth carept_BR
dc.subjectContinuing educationpt_BR
dc.subjectHomeless personspt_BR
dc.subjectQualitative researchpt_BR
dc.subjectMental Health Servicespt_BR
dc.titleEncontros entre trabalhadores de saúde e pessoas em situação de rua no Centro Histórico de Salvador, Bahia: violências, potências e insurgênciaspt_BR
dc.title.alternativeMeetings between health workers and homeless people in the Historic Center of Salvador­BA: violence, powers and insurgenciesen
dc.typeTese de doutoradopt_BR
unifesp.campusEscola Paulista de Medicina (EPM)pt_BR
unifesp.graduateProgramSaúde Coletivapt_BR
unifesp.knowledgeAreaPolítica, Planejamento e Gestão em Saúdept_BR
unifesp.researchAreaGestão do Cuidado e do Trabalho em Saúdept_BR
Arquivos
Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
Tese Final_João André S. de Oliveira_Definitiva_Repositório_Unifesp.pdf
Tamanho:
3.66 MB
Formato:
Adobe Portable Document Format
Descrição:
Licença do Pacote
Agora exibindo 1 - 2 de 2
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
license.txt
Tamanho:
5.77 KB
Formato:
Item-specific license agreed upon to submission
Descrição:
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
Solicitação de substituição de doc.pdf
Tamanho:
178.13 KB
Formato:
Adobe Portable Document Format
Descrição: