A Estratégia Saúde da Família como cenário de aprendizagem: Análise de uma experiência de interação ensino-serviço na formação médica

dc.contributor.advisorMendes, Rosilda [UNIFESP]
dc.contributor.authorFassina, Vanessa [UNIFESP]
dc.contributor.institutionUniversidade Federal de São Paulo (UNIFESP)pt
dc.date.accessioned2021-01-19T16:31:40Z
dc.date.available2021-01-19T16:31:40Z
dc.date.issued2019-04-26
dc.description.abstractThe implementation of National Curricular Guidelines for medical graduation, from 2001, led to initial changes in training through the integration of teaching with the health system and also through the decentralization of the hospital learning scenario to Primary Care. The update, in 2014, has maintained the objective of providing a generalist, humanistic, critical and reflexive education, which favors the interaction of users and health professionals since the first years of graduation. From this perspective, it is proposed the use of new teaching methodologies and expansion of the learning scenarios that privilege the active participation of the student in the knowledge construction. As the activities take place in a practice context, the challenge is to permanently involve the professionals in the training process. This qualitative study, with the researcher's implication, aims to analyze the perception of students and teachers of a private university in the state of São Paulo, health professionals and municipal management in order to identify the contributions that the teaching-service interaction can offer for the production of a meaningful learning space in medical training. To obtain the data, it was conducted round table discussions with the students of the first, third and fifth periods of the Medicine course, semi-structured interviews with health professionals and municipal management and university teachers, as well as the elaboration of a research diary. The data were analyzed using the Content Analysis technique, with the disclosure of three categories of meaning. The first, Learning scenario: the practice in the health unit, which revealed that the insertion of students in a Family Health Unit favored the development of the physician patient relationship, experience the physician's work routine besides knowing the specificity and complementarity of the professions, however, there was little opportunity to practice what they learned in theory. The second, Learning scenario: opportunities and limitations of Home Visit, the home was a scenario in which students could learn more about the patients' life and not only have the punctual contact in the search of diseases; they could also develop skills such as communication and listening, but they complained about the repetitive frequency that they go to the houses and stay with the same families. The last one, (Un) meetings between students and health professionals, the fragile contact between them led to a lack of opportunity for creating a relationship and acquiring knowledge through the interprofessional practice. This study showed that the Family Health Strategy can contribute as a space for the production of meaningful learning, and it is necessary to recompose the relationships between subjects involved, as well as a permanent space for discussion about this new role of services training.en
dc.description.abstractA implantação das Diretrizes Curriculares Nacionais da graduação em medicina, a partir de 2001, provocou mudanças iniciais na formação por causa da integração do ensino com o sistema de saúde e também da descentralização do cenário de aprendizagem hospitalar para a Atenção Básica. Sua atualização, em 2014, manteve o objetivo de proporcionar uma formação generalista, humanista, crítica e reflexiva, favorecendo a interação com usuários e profissionais de saúde desde os anos iniciais da graduação. Sob essa perspectiva, propõe-se a utilização de novas metodologias de ensino e a ampliação dos cenários de aprendizagem que privilegiam a participação ativa do aluno na construção do conhecimento. Como as atividades ocorrem no contexto da prática, coloca-se o desafio de envolver permanentemente os profissionais da equipe no processo de formação. Este estudo de abordagem qualitativa, com implicação do pesquisador, tem como objetivo analisar a percepção dos estudantes e docentes de uma universidade privada do interior paulista, dos profissionais de saúde e da gestão municipal a fim de identificar as contribuições que a interação ensino-serviço pode oferecer para a produção de um espaço de aprendizagem significativa na formação médica. Para a produção dos dados, foram realizadas Rodas de Conversa com os estudantes do primeiro, terceiro e quinto períodos do curso de medicina e entrevistas semiestruturadas com os profissionais de saúde, da gestão municipal e com docentes da universidade, além da elaboração do diário de pesquisa. Os dados foram analisados por meio da Análise de Conteúdo, que evidenciou três categorias de significado. A primeira, Cenário de aprendizagem: a prática na unidade de saúde, revelou que a inserção de estudantes em uma Unidade de Saúde da Família favoreceu o desenvolvimento da relação médico-paciente, vivenciar a rotina de trabalho do médico além de conhecer a especificidade e complementariedade das profissões, porém houve pouca oportunidade de praticar o que aprenderam na teoria, em sala de aula. Na segunda categoria, Cenário de aprendizagem: oportunidades e limitações da Visita Domiciliar, o domicílio mostrou-se como um cenário onde os estudantes puderam conhecer mais sobre a história de vida dos pacientes e não apenas ter o contato pontual em busca de doenças, desenvolver habilidades como comunicação e escuta, porém queixaram-se da repetição da frequência com que vão aos domicílios e a permanência com as mesmas famílias. Na última, (Des) encontros entre estudantes e profissionais de saúde, o contato frágil entre os sujeitos prejudicou a oportunidade de criação de vínculo e a aquisição de conhecimentos pela prática interprofissional. Este estudo mostrou que a Estratégia Saúde da Família pode contribuir como um espaço para a produção de uma aprendizagem significativa, sendo necessário recompor as relações entre os sujeitos envolvidos, além de um espaço permanente de discussão a respeito desse novo papel dos serviços de saúde na formação profissional.pt
dc.description.sourceDados abertos - Sucupira - Teses e dissertações (2019)
dc.format.extent83 p.
dc.identifierhttps://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=7676391pt
dc.identifier.urihttps://repositorio.unifesp.br/handle/11600/59144
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rightsAcesso restrito
dc.subjectMedical Educationen
dc.subjectMeaningful Learningen
dc.subjectTeaching-Service Integrationen
dc.subjectQualitative Researchen
dc.subjectEducação Médicapt
dc.subjectAprendizagem Significativapt
dc.subjectIntegração Ensino-Serviçopt
dc.subjectPesquisa Qualitativapt
dc.titleA Estratégia Saúde da Família como cenário de aprendizagem: Análise de uma experiência de interação ensino-serviço na formação médicapt
unifesp.campusSão Paulo, Escola Paulista de Medicinapt
unifesp.graduateProgramSaúde da Famíliapt
unifesp.knowledgeAreaSaúde Da Famíliapt
unifesp.researchAreaEducação E Saúde: Tendências Contemporâneas Da Educação, Competências E Estratégias De Formação Profissionalpt
Arquivos