Qualidade nutricional e microbiológica de dietas enterais artesanais padronizadas preparadas nas residências de pacientes em terapia nutricional domiciliar

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2013-04-01
Autores
Santos, Valdirene Francisca Neves dos [UNIFESP]
Bottoni, Andrea [UNIFESP]
Morais, Tania Beninga de [UNIFESP]
Orientadores
Tipo
Artigo
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
OBJECTIVE: This study assessed the physical, chemical, microbiological and nutritional properties of standardized enteral diets prepared at the homes of patients receiving nutritional therapy. METHODS: Two enteral diet formulations were developed (F1=1.2kcal/mL and F2=1.5kcal/mL) containing maltodextrin (155/155g), whey protein concentrate (30/15g) and vegetable oils (30/60g) dissolved in water (q.s.p.1000mL). The ingredients and measuring devices were given to the caregivers, along with preparation instructions and advice on good handling practices. The study lasted four months and the diets prepared at the homes of 33 patients were collected at baseline and endline for analysis. The samples were analyzed to determine the compliance of their macronutrient and energy contents with the prescription and their microbiological contents with the legislation. RESULTS: The study diets (Formulation 1/Formulation 2) contained the following macronutrient and energy contents and osmolality: water - 73.5/70.0%; protein - 4.4/6.0%; lipids - 4.3/6.6%; carbohydrate - 16.9/16.4%; energy - 120/150kcal/100mL; osmolality - 440/450mOsm/kg.H2O. The percent adequacy of the homemade diets did not vary by more than 20.0% at baseline or end of study. The percentages of samples that did not meet the legal standards were significantly lower at the end of the study: 24.0% and 36.0% for mesophilic bacteria and coliforms, respectively. CONCLUSION: Homemade diets presented good reproducibility but their microbiological quality remains a matter of concern, indicating that health professionals must be careful when working at home.
OBJETIVO: Avaliar as propriedades físico-químicas, microbiológicas e nutricionais de dietas enterais artesanais padronizadas preparadas nos domicílios de pacientes em terapia nutricional domiciliar. MÉTODOS: Foram desenvolvidas duas formulações de dietas enterais (F1=1,2kcal/mL e F2=1,5kcal/mL), elaboradas com maltodextrina (155/155g), concentrado proteico de soro de leite (30/15g) e óleos vegetais (30/60g) dissolvidos em água (q.s.p.1000mL). Os cuidadores receberam os ingredientes e as medidas padrão e foram orientados quanto ao preparo e às boas práticas de manipulação. O estudo teve duração de quatro meses, e amostras das dietas preparadas nos domicílios de 33 pacientes foram coletadas e analisadas no início e no final deste período. As amostras foram avaliadas quanto à sua adequação percentual em relação aos valores prescritos de macronutrientes e energia, bem como aos padrões microbiológicos estabelecidos pela legislação vigente. RESULTADOS: As dietas formuladas (Formulação 1/Formulação 2) apresentaram os seguintes teores de macronutrientes, energia e osmolalidade: água - 73,5/70,0%; proteína - 4,4/6,0%; lipídeo - 4,3/6,6%; carboidrato - 16,9/16,4%; energia - 120/150kcal/100mL; osmolalidade - 440/450mOsm/kg.H2O. As variações nas adequações percentuais das amostras domiciliares foram menores que 20,0% tanto na primeira quanto na última amostragem. As proporções de amostras em desacordo com os padrões legais foram significantemente menores nas amostras finais, 24,0% e 36,0% para bactérias mesófilas e coliformes, respectivamente. CONCLUSÃO: O preparo das dietas nos domicílios apresentou boa reprodutibilidade; no entanto, a qualidade microbiológica ainda permanece uma questão preocupante, exigindo uma atuação cuidadosa do profissional de saúde nos domicílios.
Descrição
Citação
Revista de Nutrição. Pontifícia Universidade Católica de Campinas, v. 26, n. 2, p. 205-214, 2013.
Coleções