“Criança não se queima”: serious game para dispositivos móveis com foco na prevenção de queimaduras na infância

Imagem de Miniatura
Data
2022-09-23
Autores
Tacla, Elaine Marlene [UNIFESP]
Orientadores
Gomes, Heitor Francisco de Carvalho [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado profissional
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Introdução: As queimaduras são um grande problema de saúde pública, não só devido à sua letalidade mas, também, pelo número de sequelas físicas e psíquicas que podem ocasionar. Hum milhão de brasileiros se queimam, anualmente, e destes, mais de 60% são crianças. Objetivo: Desenvolver e validar aplicativo serious game (SG) para dispositivos móveis, com foco na prevenção de queimaduras, voltado às crianças. Método: Foram utilizados conceitos de Design Thinking e Game Design. Na pré-produção (“descobrir”/”definir”) a pesquisa bibliográfica revelou os principais agentes etiológicos das queimaduras infantis, ambientes e situações mais frequentes. Escaldaduras afetam crianças menores de cinco anos e fogo, as demais faixas etárias. No domicílio, a cozinha é o local de maior ocorrência, com manipulação de panelas e pratos com líquidos ferventes, além do contato com sólidos aquecidos, como portas de fogões. Na produção (“desenvolver”) foram elaboradas telas coloridas e desafiadoras no contexto de jogo, com ambientações realísticas do domicílio e de ”inimigos” a serem identificados e destruídos representando agentes etiológicos. O jogo mostra medidas preventivas para queimaduras. Na pós produção (“entregar”) o aplicativo foi validado pelo método Delphi. Resultados: “Criança não se queima” é um serious game sobre uma família e seu dia-a-dia, que alerta crianças sobre os perigos existentes em tarefas comuns, que podem causar queimaduras. Conclusão: Foi desenvolvido e validado o serious game para dispositivos móveis: “Criança não se queima”.
Introduction: Burns are a major public health problem, not only because of their high lethality, but also because of the large number of physical and psychological sequelae they can cause. One million Brazilians are burned each year and of these, more than 60% are children. Objective: To develop and validate a serious game application for mobile devices, focused in burn prevention, for children. Method: Concepts of Design Thinking and Game Design were used. In pre-production (“discover”/”define”) bibliographic research revealed the main etiological agents involved in childhood burns, environments and the most frequent situations for their occurrence. Scalds affect children under five and fire the other age groups. At home, the kitchen is the place of most occurrences, with the handling of pots and dishes with boiling liquids, in addition to contact with heated solids such as stove doors. In production (“develop”) colorful and challenging screens were elaborated in the context of the game, with realistic environments reproducing domicile, in addition to "enemies" to be identified and destroyed representing etiological agents. The game exemplifies preventive measures for burns. In post-production (“deliver”) the application was validated by the Delphi method. Results: “Children do not burn themselves” is a serious game about a family’s day by day, that alerts children about dangers associated to regular tasks that can cause burns. Conclusion: The serious game “Children do not burn themselves” for mobile devices was developed and validated.
Descrição
Citação
TACLA, Elaine Marlene. “Criança não se queima”: serious game para dispositivos móveis com foco na prevenção de queimaduras na infância. 2022. 129 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ciências, Tecnologia e Gestão Aplicada à Regeneração Tecidual) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). São Paulo, 2022.