O futebol americano e suas instituições como elementos de suplementação de soft power e propagação de valores norte-americanos

Imagem de Miniatura
Data
2022
Autores
Prianti, Victor Henrique [UNIFESP]
Orientadores
Santos, Fabio Luís Barbosa dos [UNIFESP]
Tipo
Trabalho de conclusão de curso de graduação
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Este artigo tem como função elucidar o futebol americano e todas as suas instituições e acontecimentos no decorrer dos anos, como ferramentas para a projeção de poder do país e disseminação de valores, inerentes aos Estados Unidos. A partir disso, analisar como a união de negócios, cultura, entretenimento, militarismo e esporte estão ligados à identificação nacional de indivíduos tanto residentes como também de fora do país, gerando uma conexão e atração ainda maior. São três as hipóteses do trabalho, a primeira delas diz que o futebol americano é um componente fundamental do American Way of Life, pois além de incorporar o consumismo e de forma indissociável o militarismo e o patriotismo, encontrou uma maneira de se envolver, de uma maneira ou de outra, na vida de cada cidadão, na medida que representa de forma fiel a cultura, sociedade e mentalidade dos Estados Unidos. A segunda hipótese sugere que os esportes, estando presentes em todos os países do mundo, sendo uma atividade de cunho lúdico como também competitivo, praticados por todas as idades, em todas as condições possíveis são, na atualidade, um elemento fundamental do Soft Power, propaganda e de se fazer a política por outros meios. A terceira hipótese traz o entendimento de que a internacionalização do futebol americano tem gerado resultados prolíficos tanto para a popularização do esporte no mundo, mas também trazendo um retorno significativo em branding, audiência e para economia norte-americana como um todo, representando a amplificação e a consolidação de seu poder de atração nas relações internacionais, o Soft Power. Por meio da bibliografia elencada, portanto, argumenta-se sobre a relação da criação de uma imagem atrativa dos norte-americanos perante o meio internacional e o seu planejamento de iniciativas, principalmente em consonância com o setor privado, para um dos esportes que mais cresce no mundo, o futebol americano.
This article aims to elucidate American football and all its institutions and events over the years, as tools for projecting the country's power and disseminating values ​​inherent to the United States. From this, analyze how the union of business, culture, entertainment, militarism and sport are linked to the national identification of individuals, both residents and outside the country, generating an even greater connection and attraction. There are three hypotheses of the work, the first of which says that American football is a fundamental component of the American Way of Life, because in addition to incorporating consumerism and inseparably militarism and patriotism, it found a way to get involved, in a way or another, in the lives of every citizen, as it faithfully represents the culture, society, and mindset of the United States. The second hypothesis suggests that sports, being present in all countries of the world, being a recreational activity as well as competitive, practiced by all ages, in all possible conditions, are, nowadays, a fundamental element of Soft Power, propaganda and doing politics by other means. The third hypothesis brings the understanding that the internationalization of american football has generated prolific results both for the popularization of the sport in the world, but also bringing a significant return in branding, audience and for the north american economy as a whole, representing the amplification and the consolidation of its power of attraction in international relations, the Soft Power. Through the listed bibliography, therefore, it is argued about the relationship of creating an attractive image of north americans in the international environment and their planning of initiatives, mainly in line with the private sector, for one of the fastest growing sports in the world, american football.
Descrição
Citação
PRIANTI, Victor Henrique. O futebol americano e suas instituições como elementos de suplementação de soft power e propagação de valores norte-americanos. 2022. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Relações Internacionais) - Universidade Federal de São Paulo, Escola Paulista de Política, Economia e Negócios, Osasco, 2022.