Avaliação temporal da forma e composição de conchas de lottia subrugosa do litoral do estado de São Paulo

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2019-03-08
Autores
Martins, Camila Pratalli [UNIFESP]
Orientadores
Castro, Ítalo Braga [UNIFESP]
Tipo
Dissertação de mestrado
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
The intense human occupation and the development of industrial and tourist activities in coastal areas have caused several environmental impacts, especially result of launching of domestic and industrial effluents without treatment in coastal waters. Alteration in the mollusc shells have been recently related to the exposure of contaminants. It is also known that the shells of these animals preserve an important history about their growth, mineralization conditions and environmental conditions in which they lived. Thus, this study carried out a temporal assessment of alterations in shape and composition of shells of the Lottia subrugosa gastropod (D'ORBIGNY, 1846) from coastal areas of the State of São Paulo. For that, an inventory of the L. subrugosa lots deposited in zoological collections, before 1985, in main Brazilian museums was carried out. Subsequently 50 living individuals were collected in the same areas of the selected lots. The shells (from the collections and obtained in the environment) were analyzed using techniques of biometry, 2D geometric morphometry and analysis of the elemental chemical composition. The results obtained by the comparison by locality, between organisms of the past and the present, did not demonstrate a clear pattern of alterations of the forms along the time. This was probably due to the restrictions imposed on the work, regarding the impossibility of determining the age of the organisms used and the lack of lots with temporal sequences coming from the study areas. On the other hand, when these same forms of organisms were analyzed together, between present and past, it was possible to perceive that the present organisms present a smaller variability of forms when compared with the group of the past. This same pattern, on the other hand, was not observed when investigating the biometric variations and the elemental composition. Considering the tools used in the present study, the geometric morphometry presented consistent answers for the quantification of differences in the shape of the shell of Lottia subrugosa in the temporal character, although it was not possible to infer direct relation with the environmental contamination. This technique has been shown to be a promising tool, relatively simple, inexpensive and accessible for quantification of changes in shape.
A intensa ocupação humana e o desenvolvimento de atividades industriais e turísticas em áreas costeiras vêm acarretando diversos impactos ambientais, especialmente, pelo lançamento de efluentes domésticos e industriais sem tratamento nas águas. Alterações nas conchas de moluscos têm sido relacionadas à exposição desses organismos aos contaminantes presentes no ambiente. Sabe-se ainda que as conchas desses animais preservam um importante histórico sobre o seu crescimento, condições de mineralização e condições ambientais em que viveram. Dessa forma, este trabalho realizou uma avaliação temporal das alterações na forma e composição de conchas do gastrópode Lottia subrugosa (D'ORBIGNY, 1846) provenientes de áreas costeiras do litoral do Estado de São Paulo. Para tanto, realizou-se um inventário dos lotes de L. subrugosa depositados em coleções zoológicas dos principais museus brasileiros antes de 1985. Posteriormente 50 indivíduos vivos foram coletados nas mesmas áreas dos lotes selecionados nas coleções. As conchas, tanto aquelas vindas de coleções, como também as obtidas no ambiente, foram analisadas empregando técnicas de biometria, morfometria geométrica 2D e análise da composição química elementar. Os resultados obtidos pela comparação por localidade, entre organismos do passado e do presente, não demonstraram um padrão claro de alterações das formas ao longo do tempo. Isto decorreu provavelmente pelas restrições impostas ao trabalho, referente à impossibilidade de determinar a idade dos organismos utilizados e à falta de lotes com sequências temporais provenientes das áreas de estudo. Por outro lado, quando estas mesmas formas dos organismos foram analisadas em conjunto, entre presente e passado, foi possível perceber que os organismos atuais apresentam uma menor variabilidade de formas quando comparados com o grupo do passado. Este mesmo padrão, por outro lado, não foi observado quando investigadas as variações biométricas e a composição elementar. Considerando as ferramentas empregadas no presente estudo, a morfometria geométrica apresentou respostas consistentes para a quantificação de diferenças na forma da concha de Lottia subrugosa no caráter temporal, apesar de não ter sido possível inferir relação direta com a contaminação ambiental. Essa técnica demonstrou-se como uma ferramenta promissora, relativamente simples, barata e acessível para quantificação de alterações na forma.
Descrição
Citação
MARTINS, Camila Pratalli. Avaliação temporal da forma e composição de conchas de lottia subrugosa do litoral do estado de São Paulo. 2019. 89 f. Dissertação (Mestrado em Bioprodutos e Bioprocessos) - Instituto de Saúde e Sociedade, Universidade Federal de São Paulo, Santos, 2019.