Prevalência e fatores associados à asma em escolares de Montes Claros, MG, Brasil

Nenhuma Miniatura disponível
Data
2016
Autores
Coelho, Magna Adaci de Quadros
Pinho, Lucineia de
Marques, Paula Quadros
Silveira, Marise Fagundes
Solé, Dirceu [UNIFESP]
Orientadores
Tipo
Artigo
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
We investigated the prevalence of asthma and factors related to asthma development in schoolchildren aged 6 to 14, living in central and peripheral areas of the city of Montes Claros, Minas Gerais and who were registered with the Family Health Strategy program. Initially, a standard written questionnaire, based on ISAAC (International Study of Asthma and Allergies in Childhood), was administered to collect personal data, information regarding income, asthma prevalence, allergic rhinitis and eczema (N = 1,131). Secondly, a case-control study was performed by grouping the patients as either asthmatic (A
N = 172) or non-asthmatic (NA
N = 379). Potential factors associated with the occurrence of asthma were evaluated using the complementary questionnaire from ISAAC phase II. Skin tests for immediate hypersensitivity (STIH) and parasito-logical tests were also performed. The odds ratio, estimated by multivariate analysis, indicated that asthma cases were related to kindergarten attendance, household smoking, family history of asthma, rhinitis and positive STIH. It was concluded that, in the studied population, the prevalence of asthma was related to genetic predisposition, in addition to individual history, social demographics, exposure to pollutants such as tobacco smoke and a positive response to allergy testing.
Investigou-se a prevalência de asma e fatores relacionados ao seu desenvolvimento em escolares de 6 a 14 anos residentes em área central e periférica da cidade de Montes Claros, MG e cadastrados no programa Estratégia da Saúde da Família. Na primeira etapa, aplicou-se o questionário escrito padrão do através de questionários do ISSAC (International Study of Asthma and Allergies in Childhood) para coleta de dados pessoais, renda e prevalência de asma, rinite alérgica e eczema (N = 1131). Na segunda etapa (estudo do tipo caso-controle) dividiu-se a amostra em asmáticos (A; N = 172) e não asmáticos (NA; N = 379) para avaliar potenciais fatores associados à ocorrência de asma na população utilizando-se o questionário complementar do ISAAC fase II. Realizou-se também teste cutâneo de hipersensibilidade imediata (TCHI) e parasitológico. As razões de probabilidade (RP) estimadas por análise multivariada mostraram que os casos de asma estavam relacionados à frequência no jardim de infância, tabagismo intradomiciliar, antecedente familiar, rinite e resposta positiva ao TCHI. Conclui-se que na população estudada a prevalência da asma não está apenas relacionada à predisposição genética, mas também é associada ao histórico do indivíduo, sua condição social, exposição a poluentes como fumaça de tabaco e resposta positiva a alérgenos.
Descrição
Citação
Ciencia & Saude Coletiva. Rio De Janeiro, v. 21, n. 4, p. 1207-1216, 2016.
Coleções