Fear of falling in older adults living at home: associated factors

Imagem de Miniatura
Data
2017
Autores
Vitorino, Luciano Magalhaes [UNIFESP]
Bastos Teixeira, Carla Araujo
Vilas Boas, Eliandra Lais
Pereira, Rubia Lopes
dos Santos, Naiana Oliveira
Rozendo, Celia Alves
Orientadores
Tipo
Artigo
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Resumo
Objective: To identify the factors associated with the fear of falling in the older adult living at home. Method: Cross-sectional study with probabilistic sampling of older adult enrolled in two Family Health Strategies (FHS). The fear of falling was measured by the Brazilian version of the Falls Efficacy Scale-International and by a household questionnaire that contained the explanatory variables. Multiple Linear Regression using the stepwise selection technique and the Generalized Linear Models were used in the statistical analyses. Results: A total of 170 older adults participated in the research, 85 from each FHS. The majority (57.1%) aged between 60 and 69
67.6% were female
46.1% fell once in the last year. The majority of the older adults (66.5%) had high fear of falling. In the final multiple linear regression model, it was identified that a higher number of previous falls, female gender, older age, and worse health self-assessment explained 37% of the fear of falling among the older adult. Conclusion: The findings reinforce the need to assess the fear of falling among the older adult living at home, in conjunction with the development and use of strategies based on modifiable factors by professionals to reduce falls and improve health status, which may contribute to the reduction of the fear of falling among the older adult.
OBJETIVO: Identificar os fatores associados ao medo de cair em idosos residentes no domicílio. MÉTODOS: Estudo transversal com amostragem probabilística de idosos cadastrados em duas Estratégias Saúde da Família (ESF). O medo de cair foi avaliado pela versão brasileira da escala Falls Efficacy Scale International e por um inquérito domiciliar que continha as variáveis explicativas.A Regressão Linear Múltipla por meio da técnica stepwise selectione osModelos Lineares Generalizados foram utilizados nas análises estatísticas. RESULTADOS: Participaram da pesquisa170 idosos, 85 de cada ESF. A maioria (57,1%) tinha entre 60 e 69 anos de idade; 67,6% eram do sexo feminino; 46,1% tiveram queda no último ano. A maioria dos idosos (66,5%) tinha elevado medo de cair. No modelo final de regressão multivariada, identificou-se que maior número de quedas anteriores, sexo feminino, idade mais avançada, e pior autoavaliação de saúde explicaram 37% do medo de cair entre os idosos. CONCLUSÃO: Os achados reforçam a necessidade da avaliação do medo de cair entre os idosos que residem no próprio domicílio, assim como o desenvolvimento e a utilização de estratégias pelos profissionais voltadas para os fatores modificáveis,de modo a reduzir as quedas e melhorar o estado de saúde, o que pode contribuir para a diminuição do medo de cair entre os idosos.
Descrição
Citação
Revista Da Escola De Enfermagem Da Usp. Cerquera Cesar, v. 51, p. -, 2017.
Coleções